Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 22 de novembro de 2016

4 TIPOS DE PESSOAS 4 PROBLEMAS E UMA SOLUÇÃO

Lc 7:11-17

Ø  O texto em si é muito rico mais o contexto demonstra o quanto Jesus se importa com o individuo em meio às massas, tudo acontece após o sermão do monte:
1)   Em Cafarnaum Jesus demonstra se importar quando a doença invade nossos lares.
2)   Em Naim, Jesus se importa quando a perdas envolvem o final de tudo na vida.
3)   Jesus se importa quando a dúvida tortura nossas mentes.
4)   Jesus se importa quando o pecado invade nossas vidas.

è Aproximava-se Jesus da entrada da cidade, quando um cortejo fúnebre veio em sua direção. Em primeiro lugar chegaram às mulheres com suas lamentações; depois, o esquife, que não era um caixão fechado, mas uma tábua com um pequeno beiral que era carregado por amigos que se revezavam. Atrás do esquife vinham os pranteadores principais. E por último a multidão de simpatizantes.
è Esta é a primeira ressurreição de um morto registrada durante o ministério de Jesus, mas ela foi apenas uma extensão do que Ele já estava fazendo; curando todos os enfermos.

TRANSIÇÃO: FORA O CONTEXTO DE MORTE O TEXTO NOS MOSTRAM 4 TIPO DE PESSOAS 4 PROBLEMAS E UMA SOLUÇÃO:

1)             DISCÍPULOS, SERVOS E AMIGOS, TESTEMUNHAS DE MILAGRES.

a)             Discípulos é um aprendiz, aquele que segue os ensinamentos de alguém, um discípulo não era meramente um aluno, por conseguinte eles eram imitadores.
b)            O GRUPO DOS DISCÍPULOS QUER OUVIR, APRENDER E IMITAR
c)             JESUS CHAMOU OS DISCÍPULOS: para serem pescadores de almas, para batizar os conversos, para curar os enfermos e expulsar demônios, para ensinar a guardar o que Ele mandou, para fazer discípulos, para serem revestidos de poder, etc.
d)            ANTES DOS SINAIS DA CHAMADA è JESUS OS DEU UMA CRUZ, Lc 9:23 “Então disse a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz e siga-me”. ANTES DE TUDO VEM A CRUZ.
e)             Há quatro palavras neste versículo que comunicam o verdadeiro discípulo:
Ø   É JESUS QUEM CONVIDA AO DISCIPULADO “Se alguém quer vir ...”.
Ø   PRECISAMOS TER DISCIPLINA QUANTO AO FOCO DE SANTIDADE “negue-se a si mesmo...” (egoísmo, avareza, ciúmes, paixões mundanas, cobiça, etc).
Ø   PRECISAMOS NOS IDENTIFICARMOS COM CRISTO “tome cada dia a sua cruz”. Vida crucificada é vida de consagração a Deus, vida de entrega, a cruz é o altar de Deus.
Ø   PRECISAMOS NOS IDENTIFICAR COM A MISSÃO DE CRISTO “e siga-me”. Até onde estamos dispostos a seguir a Jesus.
f)              ENTÃO PARA SER DISCÍPULO TEM QUE TER UM ENVOLVIMENTO COM CRISTO E A CRUZ.
g)             O problema dos discípulos é o de trocar a vida poderosa da cruz por uma medíocre. Deus chama os discípulos a uma vida de intimidade e serviço.

JESUS É RESPOSTA PARA UMA VIDA PODEROSA. SÓ NA PRESENÇA DELE PODEMOS APRENDER, E SER TESTEMUNHAS PODEROSAS.

2)             A MULTIDÃO, SEGUIDORES QUE NÃO SABEM A QUEM SEGUIR.

a)             Há no texto duas multidões. (uma multidão que segue Jesus e outra que segue o enterro. ESSAS MULTIDÕES SE ENCONTRAM TODOS OS DIAS.
è EU APRENDO: que a felicidade ou infelicidade das multidões ao se cruzar no dia-a-dia está sempre ligada com o ponto de referencia de cada individuo.
è UM PONTO DE REFERÊNCIA ERA O SENHOR DA VIDA.
è UM PONTO DE REFERÊNCIA ERA UM OBJETO DE MORTE.
è A MULTIDÃO QUE CARREGA O DEFUNTO  PRECISA DE CRISTO.
b)            ENTENDA: Só porque eu ando com a multidão seguindo a Cristo não quer dizer que eu sou salvo. Eu preciso muito mais do que ser parte da multidão.
1)                 Vale a pena ir além da multidão que segue a Jesus.                                                  
A multidão não se arrisca, na hora do aperto eles são os primeiros a abandonar o barco. A multidão quer apenas os sinais, mais se escapam quanto a palavra de vida eterna.     
Na multidão estão os indiferentes, e diferentes, os hipócritas e religiosos. 
Os discípulos são tirados da multidão e não a multidão dos discípulos.
2)                 A multidão é meros espectadores, não há canção de adoração.
3)                 A multidão nem sempre está com Jesus no getsêmani, no monte da transfiguração, no Gólgota.
4)                 A multidão gosta de multiplicação de pães e peixes, etc. mais fogem da intimidade.
c)             EU APRENDO: Cristo me chamou para ser discípulo e não parte da multidão.

JESUS É A RESPOSTAS PARA AS DUAS MULTIDÕES:
A)           Para a que anda levando seu morto Jesus é a vida e salvação.
B)           Para a que o segue mais se mantém distante de um compromisso ele é o alvo.

3)             O DEFUNTO, A ESPERANÇA E FUTURO  SONHO DE SUA CASA.

·                A INTERRUPÇÃO DE FUNERAL ERA UMA VIOLAÇÃO PATENTE À LEI E AO COSTUME JUDAICO;
è Tocar no caixão expôs Jesus à impureza do dia Nm 19:21 “isto será para eles um estatuto perpétuo. O homem que aspergir a água purificadora lavará as suas vestes, e o que tocar a água purificadora será imundo até a tarde”.
è Tocar no cadáver o expôs a impureza da semana Nm 19:11 “Aquele que tocar um cadáver, qualquer que seja o morto, ficará imundo sete dias”.
·                O FILHO DAQUELA VIÚVA REPRESENTAVA A PROVISÃO, A SEGURANÇA, A ÚNICA COMPANHIA, OS SONHOS E A ESPERANÇA
·                A MORTE PARA OS VIVOS EM CRISTO REPRESENTA SONO ESPIRITUAL. A BÍBLIA APONTA O SONO COMO:
è O sono é um estado de inconsciência e os mortos nada sabem.
è O sono é um repouso de todas as atividades da vida. Não mais obras, nem trabalhos.
è O sono é um estado contínuo até que a pessoa seja despertada.
è O sono impede que as pessoas participem das atividades dos que estão despertos.
è O sono impede a atuação das emoções, na morte pereceu o amor, o ódio e a inveja.
è O sono vem normal e inevitavelmente a todos e todos os vivos sabem que vão morre
è No sono, ninguém pode louvar a Deus.

·                COMO SABER QUE ESTÁ MORTO ESPIRITUALMENTE.
1. O primeiro sinal. MORTO NÃO TEM APETITE.  Espiritualmente, mortos não tem fome de Deus.
2. O segundo sinal. MORTO NÃO TEM AÇÃO. O caracteriza a morte é a inércia mais profunda. Eles não se movimentam, não reagem, não vibram. Mortos espirituais não têm ação. Não gostam de atividades espirituais. Sempre usam argumentações como desculpas para não se envolverem.
3. O terceiro sinal. MORTOS NÃO REAGEM AO AMOR. O texto diz que a viúva chorava. Ela o amava, no entanto o “morto” não reagiu ao seu amor. Suas lágrimas não o ressuscitaram, seu amor não o ergueu. Mortos não reagem ao amor de Deus e nem ao amor de seus entes queridos.

PARA OS MORTOS ESPIRITUAIS, JESUS É A RESPOSTA QUANTO A UMA VIDA CHEIA DE ALEGRIA, ELE PARA O CORTEJO ESPIRITUAL E MANDA LEVANTAR-SE. Mortos espirituais precisam de avivamento.

4)             A VIÚVA, DONA DE UMA DOR IRREPARÁVEL.

HÁ NO TEXTO ALGUMAS SENTENÇAS QUE NOS CHAMAM A ATENÇÃO:

1)   A VIÚVA ERA DONA DO SENTIMENTO DE SOLIDÃO.
2)   A VIÚVA CONVIVIA COM A TRISTEZA ENQUANTO ERA
CONFRONTADA COM A ALEGRIA.
3)   OS AMIGOS DA VIÚVA APESAR DE PRÓXIMOS NÃO PODIAM AJUDÁ-LA.
4)   ELA ERA DONA DE CONSTANTES LÁGRIMAS SINAL DE SEU DESESPERO.
JESUS É A RESPOSTA PARA A S LÁGRIMAS E O SENTIMENTO DE PERDA DA VIÚVA.

CONCLUSÃO:

O TEXTO DIZ QUE DEUS VISITOU O SEU POVO NA PESSOA DE JESUS: O QUE ACONTECE QUANDO DEUS VISITA O SEU POVO?

1)                ELE TRANSFORMA TRISTEZA EM ALEGRIA, ELE TRANSFORMA O NOSSO LUTO EM ADORAÇÃO. Ao entrar na cidade a primeira coisa que Jesus fez foi ver a situação da mulher e se compadeceu dela; A PALAVRA Compadeceu significa: “ser movido pelas entranhas; daí, ser movido pela compaixão; ter compaixão.
2)             ELE TRANSFORMA DERROTA EM VITÓRIA
3)             ELE TRANSFORMA CENÁRIO DE MORTE EM VIDA
4)             ELE TRANSFORMA O FIM EM COMEÇO
5)             ELE TRANSFORMA IMPOSSÍVEL EM POSSÍVEL, TREVAS EM LUZ

JESUS É A RESPOSTA.


Pr. Nilton Jorge
Contatos:
Email. niltondalani@gmail.com
Telefones: Vivo (22) 998746712 Whatzapp - Tim (22) 998358547

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão lidos pelo autor, só serão respondidos os de grande relevancia teológica, desde já agradeço pela visita.