Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 17 de julho de 2017

O QUE ACONTECE QUANDO ME DOO NA OBRA DO SENHOR

TEXTO: Jo 6:28
INTRODUÇÃO:

v O rei Davi, o homem segundo o coração de Deus, tinha um coração tenro e sensível ao Senhor. Ele reconhecia os benefícios e maravilhas que o Senhor tinha feito na vida dele. No livro de Salmos 116.12, Davi indagou a Deus “Como posso retribuir ao Senhor por toda a sua bondade para comigo?”.
v De igual modo, a todo o momento somos favorecidos com o amor, bênçãos e misericórdia do Senhor. Então de que forma podemos retribuí-lo? Após a indagação, o próprio rei Davi citou quatros presentes que podemos oferecer ao nosso Senhor Deus.
1.    MINHA GRATIDÃO. Sl 116:12-14 Erguerei o cálice da salvação e invocarei o nome do Senhor. Cumprirei para com o Senhor os meus votos, na presença de todo o seu povo. Na Bíblia Viva, esse versículo está escrito da seguinte forma: “Farei a Ele uma oferta de vinho, agradecendo pela salvação”.
·      Nossa oferta de gratidão é agradável a Deus. Ele se alegra com um coração tenro e agradecido. Você lembra-se da história dos dez leprosos mostrada em Lucas 17:11-19?
·      Todos foram curados, mas somente um voltou para agradecer. Através desta história, podemos tirar as seguintes lições:
1.    Muitos recebem bênçãos, mas não são gratos a Deus;
2.    Mesmo tendo que percorrer todo o caminho de volta, o ex-leproso retornou para agradecer a Jesus pelo que tinha feito. A pessoa grata sempre anda a segunda milha, trabalha mais, faz mais do que os ingratos.
3.    Gratidão é uma forma de louvor a Deus.
4.    Os ingratos acham que têm direitos. Pensam que são seus próprios deuses.
5.    O grato usa tudo o que tem para agradecer a Deus! Por isso, a sua gratidão precisa ser expressada na prática!
2.    MINHA ADORAÇÃO. Salmos 116:13 Erguerei o cálice da salvação e invocarei o nome do Senhor
·      Invocar = chamar, suplicar, louvar, proclamar, em voz alta chamar de seu Deus de Senhor! Adorar! Sl 147.11 “O SENHOR se agrada somente daqueles que o adoram e confiam em seu amor”. Deus não precisava criar você, mas escolheu criá-lo para a satisfação Dele. Deus viu você nascer e a sua chegada lhe deu enorme prazer. Dar satisfação a Deus, vivendo para seu prazer, deve ser o primeiro propósito de nossa vida. Qualquer atitude nossa que venha agradar a Deus é um ato de adoração. Adorar é tão natural quanto comer e respirar faz parte do ser humano. Toda a sua vida é adoração se for dedicada a DEUS.
A Bíblia diz: I Co 10:31 Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus”.
3.    MINHA OBEDIÊNCIA Sl 116:14 Cumprirei para com o Senhor os meus votos, na presença de todo o seu povo”.
·      Em João 14:15;21, está escrito: “Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos.Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele”. Todo mundo é escravo de alguém, ou de Deus ou do mundo. OU VOCÊ OBEDECE A DEUS OU AO DIABO! OBDC – é saber o que Deus quer e fazer! Em Tiago 4:17 “Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado”.
·      Portanto, não só pense em ser obediente, seja! Suas ações falam mais que suas palavras.
4.    MEU SERVIÇO DE QUALIDADE. Sl 116:16 Ó Senhor, deveras sou teu servo; sou teu servo, filho da tua serva; soltaste as minhas ataduras.
·      Você foi criado para acrescentar à vida da Terra, não apenas para extrair.
Você não É salvo POR QUE SERVE, mas É SALVO PARA SERVIR. No Reino de Deus você tem um lugar, um propósito, um papel e uma função a cumprir. Todo cristão é um ministro! Na Bíblia, as palavras servo e ministro são sinônimos, assim como serviço e ministério. Se você é cristão, é um ministro e, quando está servindo, está ministrando. 1Co 4:1 Que os homens nos considerem como ministros de Cristo... 

è VIVEMOS A ERA DA BUSCA PELO RECONHECIMENTO. Numa leitura rápida do texto em epígrafe parece que estão seguindo o exemplo de Paulo em suas reivindicações, pois ao que tudo indica ele está exigindo que "os homens nos considerem como ministros de Cristo". Será?
·      Primeiro, devemos considerar o termo usado por Paulo para "ministro". A palavra grega usada é hupereta. A palavrinha esquisita significa, literalmente, "remador inferior" ou "remador subordinado". É um termo de origem militar que servia para distinguir, numa embarcação de guerra, o soldado dos que ficavam no andar de baixo, remando sob o comando de um líder, ao som de um tambor.
·      Ao entrarmos na história, vemos uma engenharia bem rudimentar, os navios do primeiro século ainda tinham muito dos barcos fenícios, estruturas de madeira, as velas ainda eram pouco utilizadas, vieram mais tarde nas caravelas e galeões.
·      Estes barcos antigos eram movidos pela energia humana, nas laterais das naus existiam pequenas janelas onde eram introduzidos os remos, em muitas embarcações vezes fazendo um conjunto de três andares de remadores, remadores estes que não eram contratados era trabalho escravo. Desertores, prisioneiros, condenados, etc., nada recebiam além da comida e da água, e isso tudo ao ritmo de um som de um tambor, chibatadas, suor, tortura. Os remadores de baixa categoria ou remadores do último porão eram para aqueles que remariam até a morte, não haveria outra oportunidade, era remar, remar, remar até morrer.

TRANSIÇÃO: QUEREMOS ANALISAR ALGUNS ASPECTOS QUE CERTAMENTE ESTÃO ENVOLVIDOS NA GRANDEZA DO SERVIÇO CRISTÃO.

1.             A OBRA DE DEUS EXIGE DO OBREIRO COMPROMETIMENTO.

·      No trabalho, na vida social, no casamento, na igreja, no ministério e em todos os lugares existem os envolvidos e os comprometidos.
·      Uma das maiores crises que a igreja da atualidade esta passando é justamente a falta de compromisso. Vivemos em geração  de crentes que perderam o compromisso com Deus, com a igreja, e com a sua palavra. Na verdade estamos envolvidos com as coisas de Deus, mas não estamos comprometidos.
è De acordo com o Dicionário  Envolver significaEnrolar-se, embrulhar-se, cercar, rodear, circundar, incluir-se, tomar parte. 
ü O envolvido está junto, mas não vai se comprometer em ficar quando as coisas não estiverem de acordo com aquilo que ele espera.
ü O envolvido quer apenas somar, aparecer, mostrar que está fazendo. Estar envolvido é ficar somente enquanto não precisar perder nada, estar envolvido é dar-se em parte, é estar junto enquanto está tudo bem.
è Já o significado de Comprometer éObrigar-se por compromisso, expor-se a risco, dar como garantia moral. O comprometimento acrescenta o sentido de obrigação, responsabilidade e moral. Estar comprometido é disponibilizar-se inteiramente, é estar disposto a enfrentar qualquer coisa em beneficio do compromisso assumido.
·      O envolvido é crente. O comprometido é discípulo. Todo discípulo é crente mais nem todo crente é um discípulo. Todo comprometido está envolvido, mas nem todo envolvido é comprometido.
a)   O envolvido espera pelo peixe = o comprometido vai pescar.
b)   O envolvido espera pelo pão material o comprometido alimenta-se do pão da vida.
c)    O envolvido gosta de elogios o comprometido gosta de sacrifícios vivos.
d)   O envolvido pensa em si mesmo o comprometido pensa nos outros.
e)    O envolvido exige  visita o comprometido faz visita.
f)    O envolvido é guiado pelas circunstâncias o comprometido usa as circunstancias para exercitar sua fé.
g)   O envolvido vive procurando na Palavra as promessas para a sua vida = o comprometido cumpre a Palavra e as promessas acontecem.
h)   O envolvido velho é um problema na igreja = o comprometido maduro é um problema para o diabo.
i)     O envolvido precisa fazer festas para se alegrar o comprometido é sempre alegre.
j)     O envolvido frequenta o comprometido serve.
k)   O envolvido assisti o culto o comprometido participa do cultos
l)     O envolvido sempre espera pelo avivamento =  o comprometido faz parte do avivamento.
m) O envolvido responde, talvez o comprometido diz: eis-me aqui.
n)   O envolvido é influenciado pelo mundo = o comprometido transforma o mundo.
o)   O envolvido pode não ir para o céu mas, o comprometido com certeza, estará lá.
p)   O envolvido só vem as muralhas, os gigantes, os obstáculos = o comprometido vê as promessas de Deus, vê a vitoria, vê a derrota dos inimigos. 
Lc 9:62 Ninguém que lança mão do arado e olha para traz é apto para o Reino de Deus. 
è O obreiro comprometido é aquele que vê as dificuldades do oficio, mas não se intimida, é aquele que olha as perseguições, mas contempla a promessa de Deus e não desiste, é aquele que sente a voz de Deus ecoando dentro de si para o ministério. Ouve e atende.  Eis-me aqui Senhor.
·      Os irmãos de Davi estavam envolvidos numa batalha, mas não tinham coragem de lutar, Davi estava comprometido e desafiou gigante, e venceu com uma pedra no seu alforje. I Sm 17:23.46.
·      Gideão tinha 32000 soldados para lutar com os midianitas, porém só 300 estavam comprometidos. O restante estava envolvido, mas com os 300 comprometidos ele venceu  a batalha Jz 7:1-7.
·      Judas estava apenas envolvido, por isso vendeu Jesus por 30 moedas de prata, porém os demais discípulos estavam comprometidos, e deram suas vidas por amor a Jesus Cristo Mt 26:75.

2.             QUANDO ME DOO NA OBRA DO SENHOR ME REVELO SERVO.

·      Somos apenas servos nesta grande obra do Senhor. A visão de servo não contradiz a grandeza, porque servir ao Senhor é o maior privilégio de que podemos desfrutar em nossas vidas. A palavra "servo", vem do termo grego doulos, e tem como significado "escravo", "homem de condição servil", "criado".
è Não somos senhores da obra e nem os seus donos. Somos instrumentos nas mãos do Senhor para que ela seja realizada entre nós e através de nós.
a)   Jesus, nosso exemplo de servoMc 10.45, "Pois o próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos". O maior exemplo de que precisamos "servir", está no próprio Senhor, cuja vinda ao mundo foi unicamente para dar a sua vida por nós.
è Muitos filhos de Deus, ao invés de se apresentarem como servos, se colocam na posição de "senhores absolutos", frustrando o propósito de Deus em suas vidas. Deus não abençoará aqueles que usurpam uma posição que não é a deles. Como Filhos de Deus, nada somos além de servos, de escravos, etc..
b)   Como Jesus, devemos estar dispostos a servir1 Pe 4.10, "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". A palavra "servir" neste texto é diakoneo, que quer dizer "ministrar", "auxiliar", "servir como provedor de determinada necessidade". Isto significa "ministrar (servir) ao Senhor em favor de outros".
è A igreja é serva do Senhor. Cada um de nós, como membros desta Igreja, somos servos de Deus. A igreja é plantada numa localidade para servir. É no serviço que está à grandeza da obra de Deus. Ninguém está no mundo para "se servir", "para usufruir". É no serviço que encontramos nossa verdadeira grandeza como crentes e reconhecemos a grandeza da obra de Deus.
c)    Devemos servir não de maneira fingida, mas com sinceridadeEf 6.6-7, “não servindo à vista, como para agradar a homens, mas como servos de Cristo, fazendo, de coração, a vontade de Deus; servindo de boa vontade, como ao Senhor e não como a homens”.
è De acordo com este texto, nosso servir deve obedecer a duas prerrogativas:
·      Não devemos servir apenas na aparência. Existem muitos filhos de Deus que aparentemente se apresentam como servos, porém interiormente se mostram "senhores", uma vez que suas atitudes denunciam que eles não são submissos a Deus.
·      Devemos servir de coração, fazendo a vontade de Deus. Aqui está a excelência de o verdadeiro servir, que é uma disposição que vem de dentro, do coração! E ainda, segundo a vontade de Deus! O verdadeiro servo procura agradar ao Senhor a quem presta serviço, e não tem como pretensão agradar a si mesmo!

3.             QUANDO ME DOO NA OBRA DO SENHOR EM MIM SE REVELA A GRAÇA DE DEUS.

v Pedro diz 1 Pe 4.10 "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus" .
v A palavra "graça", vem do termo charis e quer dizer: "favor", "benefício", "generosidade", "presente imerecido".
a)   A graça se manifesta de diversas e muitas formas. A obra de Deus não se encontra engessada a uma única manifestação. Ela é grande o suficiente para se manifestar em todos os contextos e de forma que nós nem sequer imaginamos.
b)   Quando a graça de Deus se manifesta, ninguém pode opor resistência. A obra do Senhor é grande porque ela manifesta sua graça. Podemos observar como a graça se manifesta em nós, como já vimos, sobre tudo quanto nos vem de Deus.
è Nada provém de nossa capacidade, inteligência ou estratégia. Tudo é proveniente da graça. O que temos e o que somos e tudo o que viermos a ser ou a ter, provém de Deus. è Quem não entende que não passamos de "instrumentos", nas mãos de Deus, não estará apto para a obra. Lembre-se, o instrumento não toca sozinho, mas depende de alguém que o execute, para daí produzir a bela música! 2 Co 4.7 "Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós"
è Vejamos alguns pontos, entre tantos outros onde a graça se manifesta:
a) Somos o que somos pela graça. Paulo se considerava "ministro", "servo", somente pela graça de Deus, 1 Co 15.10 "Mas, pela graça de Deus, sou o que sou; e a sua graça, que me foi concedida, não se tornou vã; antes, trabalhei muito mais do que todos eles; todavia, não eu, mas a graça de Deus comigo" .
b) Não podemos viver sem a graça de Deus. Na carta aos Hebreus Hb 12.15 lemos: "... atentando, diligentemente, por que ninguém seja faltoso, separando-se da graça de Deus; nem haja alguma raiz de amargura que, brotando, vos perturbe, e, por meio dela, muitos sejam contaminados”. Por mais que queiramos ser independentes, há uma grande carência da manifestação da graça de Deus em nós!
c) A verdadeira obra da graça é aquela que glorifica a Deus. Estamos vivendo um tempo de puro farisaísmo na vida de muitos que dizem servir a Deus, mas servem a si mesmos. Devemos trabalhar no reino objetivando a exaltação e a glorificação do nome de Jesus, o Dono legítimo da Obra.
c)    Só há uma condição para receber os presentes de Deus (os dons da graça), na obra. Ter uma vida devocional de oração.
è Sabemos através das ESCRITURAS que todos os homens de DEUS eram homens de oração, e venceram pela oração.
v A palavra de DEUS diz 1Ts 5.17 “Orai sem cessar”. Como examinamos todos oravam e hoje é um dos maiores desafios do ministério do Obreiro é orarAntônio Gilberto diz que todos os pregadores e Obreiros "antes de falar aos homens a respeito de DEUS, fale com DEUS a respeito dos homens".
v Os benefícios da oração:
è A oração traz unção.(At 1.14 “resultado” 2.1).
è A oração faz abalar.(At 4.31).
è A oração enche do Espírito Santo. (At 4.31)
è A oração traz ousadia.(At 4.31).
è Através da oração Deus faz milagres. (At 9.40-42).
è A oração traz revelações. (At 10.9-10).
è A oração tira da prisão. (At 12.5).
è A oração abençoa a missão. (At 13.3-4).
è A oração abre as portas. (At 16.25-27)
v Enfim sem oração não faremos nada. O Obreiro deve ser um homem de oração, Paulo disse a Timóteo 1Tm 2.1 que façam deprecações, orações, interseções e ações de graças por todos os homens. Na carta aos Efésios, Paulo diz: “não cesso de dar graça a DEUS por vós, lembrando-lhe de vós nas minhas orações”. Veja minhas! Minhas orações.
"O Obreiro tem que ser um homem de ORAÇÃO".

CONCLUSÃO:
Concluímos com as palavras de Neemias, diante das investidas dos seus inimigos que punham obstáculos ao que ele estava realizando Ne 6.3: "Estou fazendo uma grande obra, de modo que poderei descer. Por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco?".

Quem considera grande e excelente a obra que realiza, não cede jamais àquilo que poderia causar o afastamento dos propósitos de Deus.

O QUE ACONTECE QUANDO ME SANTIFICO

TEXTO: Rm 12:1,2
INTRODUÇÃO:
è O termo soteriologia vem do vocábulo grego 'soteria' e significa três coisas: salvação, libertação de um perigo iminente, livramento do poder da maldição do pecado, restituição do homem à plena comunhão com Deus.
·      Na doutrina da salvação se estuda sobre: Arrependimento, Regeneração, Adoção, Justificação, Santificação e Glorificação.
W   A santidade do Deus Eterno é a mais difícil de explicar de todos os atributos do Eterno, em parte porque é um dos Seus atributos essenciais que não é compartilhado pelo homem. A santidade do Senhor Deus é o que o separa e distingue de todos os outros seres.
W   O que significa santidade?
è Nas Escrituras encontramos algumas palavras usadas para santo, que nos auxilia a entender melhor o significado da palavra santidade.
a)   No hebraico há três palavras:
1.    Qodesh (Substantivo), separação, santidade;
2.    Qadash (verbo), separar;
3.    Qadosh (adjetivo), santo, sagrado.
b)   No Grego há quatro palavras:
1.    Hieros, sagrado;
2.    Hosios, santo;
3.    Hagnos, puro, imaculado, sem culpa;
4.    Hagiazo: “dar ou reconhecer por venerável, honrar, separar de coisas profanas e dedicar a Deus, consagrar; purificar”, tanto externamente como cerimonialmente ou por expiação como internamente.
è De Hagiazo deriva-se mais 4 palavras que dão o significados a santidade.
1.    Hagios, santo, separado. Nomes que denotam santificação:
2.    Hagiásmos, santificação, santidade, consagração;
3.    Hagiotes, santidade;
4.    Hagiosune, santidade.

·      Existem dois aspectos da santificação:
1.    Santificação progressiva: É um processo diário que se inicia quando recebemos Jesus como Salvador e só termina no céu. Então na santificação há uma intervenção nossa. É uma sinergia. Neste aspecto, na Santificação somos cooperadores de Deus. O Espírito Santo é a principal fonte de santificação progressiva, Ele é o gerador de nossa santificação progressiva.
2.    Santo: É uma posição: A qualidade de santo vem de Deus, é uma monergia, um trabalho exclusivamente de Deus. É uma posição! É algo que Deus nos entregou no momento em que O recebemos como nosso Salvador. É a consumação do propósito de Deus em nossa Santificação.

·      A doutrina bíblica da santificação está intimamente ligada à doutrina da justificação. Em Cristo somos justificados e disso é que resulta a nossa santificação.
ü A justificação é algo que ocorre uma única vez. Já a santificação é um longo processo que vai desde o novo nascimento até a sepultura.
ü A justificação é algo que ocorre fora de nós, enquanto que a santificação é algo que tem lugar no nosso íntimo.
W   Ambas as questões têm a ver com dois aspectos diferentes do pecado:
1.    O primeiro aspecto do pecado é aquilo que conhecemos por “culpa.” Ser culpado significa “ser passível de castigo”, o que nada tem a ver com os sentimentos de culpa tão fortemente ressaltados pelos psicólogos.
2.    O segundo aspecto diz respeito a algo que existe dentro de nós a “corrupção”. A nossa natureza corrompida e pecaminosa.

W   SANTIDADE NÃO É VIDA CONSAGRADA. Uma pessoa pode ser consagrada sem ser santificada, mas se for santificada será consagrada. Uma separação nem sempre tem a ver com santificação. Santificação é a busca pela maturidade, é o compromisso em atrair os sentimentos de Cristo de modo que Ele viva em nós. Consagrar pode me levar a andar em espírito, mas santificar me leva a viver em espírito. Consagrar é estar na igreja, santificar é ser a igreja.

TRANSIÇÃO: O QUE ACONTECE QUANDO EU ME SANTIFICO?

1.             QUANDO ME SANTIFICO EU USUFLUO DE UM RELACIONAMENTO ÍNTIMO COM DEUS.

·      Uma vida de santidade anda de mãos dadas com uma vida de intimidade, pois, quanto mais próximos de Deus, mais Ele vai mudar nossas vidas!
·      Não existe conversão sem mudança de vida. 2 Co 5:17 Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.
è Depois de registrar a morte de Abel, Gn 4 conta a história sucessiva de Caim e seus descendentes até Lameque, em quem o pecado e a impiedade chegaram ao acúmulo terrível Vs. 23-24 “E disse Lameque as suas esposas: Ada e Zilá, ouvi-me; vós, mulheres de Lameque, escutai o que passo a dizer-vos: Matei um homem porque ele me feriu; e um rapaz porque me pisou. Sete vezes se tomará vingança de Caim, de Lameque, porém, setenta vezes sete”.
è Genesis 5 dá uma lista de dez gerações na linhagem de Sete e nos apresenta a um homem de fé (Enoque ). A lista é caracterizada pela repetição da frase, encontrada 8 vezes no capítulo “e morreu”. A morte havia passado a governar a humanidade por causa do pecado de Adão Rm 5: 17 “Porque se a ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundancia da graça e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo”.
·      RELACIONAR-SE COM DEUS É UMA DECISÃO. Gn 5:22-24 “Andou Enoque com Deus; e, depois que gerou a Metusalém, viveu 300 anos; e teve filhos e filhas. Todos os dias de Enoque foram 365 anos. Andou Enoque com Deus e já não era, porque Deus o tomou para si”.
W   O verbo “andar” vem do vocábulo hebraico halak, que além de outros sentidos tem o sentido de “caminhar aproximadamente”, “caminhar junto de”, “conduzir”. Este sentido nos traz a idéia de proximidade, comunhão, Enoque desfrutava de uma comunhão íntima com o Senhor. Caminhava junto dele.
W   Judas 15 diz que Enoque viveu em “um tempo impiedoso”, “para exercer juízo contra todos e para fazer convictos todos os ímpios, acerca de todas as obras ímpias que impiamente praticaram e acerca de todas as palavras insolentes que os ímpios pecadores proferiram contra ele”. A palavra “ímpio” que ocorre duas vezes aqui em Judas, ela vem do termo grego “asebes” e é usada pra descrever uma pessoa “descrente, perversa, destituída do temor de Deus”
è Esta era a situação dos homens do seu tempo. Gn 6:11 “A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus; e encheu-se a terra de violência”.
·      Andar em santidade era andar na contra mão de uma sociedade corrompida, Rm 12:2 E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. (Andar com Deus não estava na moda nos dias de Enoque).

2.             QUANDO ME SANTIFICO SANTIFICAÇÃO EU VEJO AS MANIFESTAÇÕES DAS MARAVILHAS DE DEUS NA VIDA.

Josué 3.5 “Santificai-vos, porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós”.
·      Esta frase nos mostra um princípio espiritual: As maravilhas divinas são resultado da santificação do povo de Deus.
a)   As maravilhas sucedem a santificação. Onde há santidade, há maravilhas do céu. As maravilhas emanam do trono de Deus e não das façanhas humanas.
·      Antes de alcançar a conquista da terra prometida por Deus, Josué convidou o povo a se purificar de tudo que não fosse de Deus. Essa ordem divina era para os sacerdotes, para os levitas, para os homens, mulheres e crianças. Todos precisavam se santificar.
·      Santidade não tem idade. Todos devem desejar Deus mais do que suas bênçãos. Todos devem buscar a semelhança com Cristo mais do que o sucesso pessoal. Todos devem querer Deus mais do que qualquer outra coisa nesta vida. Ser santo não é uma opção de vida apenas; é uma ordem clara de Deus que todos devem obedecer sem questionar.
b)   A santidade é uma EXIGÊNCIA para ser observada HOJE.“Santificai-vos, porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós”.
·      O amanhã vitorioso depende do hoje consagrado. Ninguém poderá ser um grande incêndio de repente, mas poderá ser uma brasa viva e constante.
·      Agora é o tempo de colocarmos tudo sobre o altar e voltarmo-nos para o Senhor de todo o nosso coração. O melhor momento para começar a fazer uma limpeza geral em nosso coração é hoje! Não podemos deixar para depois o que devemos fazer hoje. A santificação é o que falta para que milagres aconteçam em sua vida.
c)    A santificação é uma CONDIÇÃO para EXPERIMENTAR as maravilhas de Deus. “Santificai-vos, porque […] o Senhor fará maravilhas no meio de vós”.
·      Sem a santificação não acontecem milagres. Tudo fica difícil quando estamos distantes de Deus. Quanto mais perto estamos do Senhor, mais possibilidades teremos de experimentar o Seu agir.
·      Na busca pela santidade, nós somos as chaves que Deus vai utilizar, para abrir as portas do milagre. A santificação da nossa vida precede os milagres que vamos viver.
·      Quando o povo de Deus se santifica, Deus opera maravilhas. Enquanto o pecado nos afasta de Deus e atrai sobre nós vergonha e dor, a santificação é o caminho para experimentarmos o sobrenatural de Deus. Por isso, buscar a santidade é fundamental para viver o sobrenatural. Pela santificação você verá o que nunca viu e viverá o que nunca viveu.
d)   Uma vida de santidade que atrai maravilha coloca Deus em primeiro lugar. Josué se levantou de madrugada para fazer a vontade de Deus. Nada pode atrapalhar o avanço de um povo consagrado inteiramente a Deus: Deus sabe que um povo em Suas mãos avança obstáculos intransponíveis, por isso inspirou Josué a preparar Seu povo para atravessar o imenso Rio Jordão.
v Para Deus, atravessar os mais profundos rios não é nada.
v Para Deus, abrir um caminho seco pelo meio do rio não é nada.
v Para que Deus realize milagres na tua vida basta que você não dependa de nada mais a não ser do poder divino.

3.             QUANDO EU ME SANTIFICO EU RECEBO A PROMESSA QUE EU VEREI A DEUS.

v A Palavra de Deus nos fala da nossa Santificação Final e a chama de glorificação e nela seremos livres do corpo do pecado. Isso acontecerá na segunda vinda de Cristo, por meio do arrebatamento, quando finalmente atingiremos o estágio final.
Rm 8.29 Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.
Ef 5.25-27 Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito.
I Jo 3.1-3 Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus. Por essa razão, o mundo não nos conhece, porquanto não o conheceu a ele mesmo. Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é. E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro.
è REJEITAR A SANTIFICAÇÃO É REJEITAR A DEUS E O CÉU.
è Só alcançaremos o nível espiritual e a vida santificada que o Novo Testamento ensina, quando a espera pelo Senhor receber tanto espaço em nossos corações como o tinha nas igrejas dos tempos apostólicos.

·      Lc 12: 35, 36. estejam cingidos os vossos lombos, e acesas as candeias, e sede vós semelhantes aos homens que esperam a seu Senhor, para quando vier, LOGO possais abrir-lhe”
·      OLHE PARA O TEXTO COMO DEVE ESTAR A NOIVA PARA ESTE EVENTO?
1) DEVE ESTAR ATENTA VIGILANTE, VESTIDO PARA A FESTA. Não sabemos quando a trombetas vai tocar.
2) DEVE ESTAR AVIVADA. O sono espiritual é um dos sinais dos últimos tempos. Deve ter azeite para todos os dias, temos que ter uma reserva diante de Deus. Como vai o teu depósito diante do altar de Deus?
a)             O sono pode ser causado pela desobediência como aconteceu com Jonas.
b)            Também a preguiça causa sono. Esteja ocupado na obra do senhor.
c)             A falta de renovação também pode causar sono. Sede firme e constante.
3) A VIDA DE SANTIDADE ME LEVA A EXPECTATIVA DE QUE A QUALQUER MOMENTO ELE PODE VOLTAR.

CONCLUSÃO:
·      Mais limpo não é quem nunca se suja, mas quem sempre se lava.
·      Mais santo não é quem nunca peca, mas quem se arrepende sempre.
·      Que Deus nos ajude a vivermos uma vida de santidade e consagração a Deus, pois só assim poderemos naquele "dia" morar eternamente nos braços do Pai.