segunda-feira, 25 de junho de 2018

ORAÇÃO COMO ESTILO DE VIDA


Ef 6:18
INTRODUÇÃO:

·      Aprendendo a buscar pela motivação correta:
1-   Pelo que Ele é (Adoração)
2-   Pelas suas necessidades (suplicas)
3-   Pela necessidade do próximo (intercessão)

·      Os maiores homens, o foram por causa da oração.
Desconhecido: Se não buscarmos à Deus logo pela manhã, dificilmente o encontraremos no restante do dia.
John Bunyan disse: Eu posso fazer mais que orar, depois de ter orado, mas eu não posso fazer mais que orar, até que tenha orado!
Hans Von Staden disse: Quando agimos, colhemos os frutos do nosso trabalho, mas, quando oramos, colhemos os frutos do trabalho de Deus.
Willian Law disse: Não há nada que nos faça amar tanto uma pessoa, quanto orar por ela.
Hudson Taylor: Quando trabalhamos, nós trabalhamos, quando oramos, Deus trabalha.
Charlies Spurgeon: Eu preferiria ensinar um homem a orar, do que 10 homens a pregar.
Samuel Chadwick: A maior preocupação do diabo é afastar os cristãos da oração. Ele não teme os estudos, nem o trabalho e nem a religião daqueles que não oram. Ele ri de nossa labuta, zomba de nossa sabedoria, mas treme quando nós oramos.
Charlies Muller: Nunca pedi coisa alguma em oração sem um dia, afinal, recebe-la de alguma maneira, de alguma forma.
John Bunyan: Na oração, é melhor ter um coração sem palavras do que palavras sem um coração.
Agostinho de Hipona: A oração é o encontro da sede de Deus e da sede do homem.
Martinho Lutero: A oração é o antidoto para todas as nossas aflições
John Bunyan: A oração fará o homem parar de pecar, ou o pecado o seduzirá a parar de orar.
Robert Murrey: O que o homem é, é sobre seus joelhos diante de Deus, e nada mais.
Charles Spurgeon: Que seu molho de lã fique na eira da suplica até que seja molhado pelo orvalho do céu.

·      A maioria dos comentaristas e expositores, concordam que os soldados romanos tinham 7 peças em sua armaduras, no entanto, a armadura na qual Paulo se refere, estava incompleta, deixando de mencionar: a lança do soldado romano.
·      Se Paulo nos ordenou revestir de toda a armadura de Deus porque aparentemente estava faltando uma peça? Porque a lança era uma parte estratégica do armamento de um soldado romano.
·      Então concluímos que: a lança faz parte desse conjunto de equipamentos espirituais, ela se encontra em Ef 6:18.
ð  Quando você empunha a lança da oração e da súplica essa ferramenta da oração poderosa é empurrada adiante na dimensão do espírito contra as obras do inimigo.
·      Existem vários tipos de lanças no exercito romano: variavam em tamanho, forma e cumprimento: Lanças curtas, longas, dentadas de múltiplas lâminas, pontiagudas e até lanças cegas. Ex: Macedônios que usavam as mais longas 7 metros de cumprimentos.

a)   VÁRIOS TIPOS DE ORAÇÃO. Paulo está imaginando toda série de lanças e arpões, quando ele chega a questão da oração. A expressão “Com toda oração e súplica”, tem sua raiz na palavra grega “Proseuches” que significa: Orando com todos os tipos de oração disponível!
b)   DEUS DISPONIBILIZOU VÁRIOS TIPOS DE ORAÇÃO A NÓS, A FIM DE ATENDERMOS A PROPÓSITOS DIFERENTES:
·      Lança curta, usada para arremessar contra o inimigo a certa distância, causando uma ferida mortal. A oração da fé de um crente é cheia de autoridade, ela destrói o inimigo invisível que chegou perto demais.
·      Lança Longa, arremessada num oponente a distância (nós temos a intercessão que nos permite frustrar um ataque mesmo ante que ele ocorra).
c)    COM QUE FREQUENCIA DEVEMOS ORAR? O verso começa dizendo: Em todo tempo! Simplesmente não podemos manter uma vida vitoriosa sem termos uma vida de oração!
ð A oração é a peça de armamento mais ignorada pelo corpo de cristo.

TRANSIÇÃO: Paulo aborda no texto sobre seis tipos de oração, cada um desses seis tipos de oração é diferente das outras, como os múltiplos tipos de lanças.

1.             A LANÇA DA SÚSPLICA – ORAÇÃO DE CONSAGRAÇÃO.

v A palavra consagração tem sua raiz no grego “Proseuche”, encontrada 127 vezes no N.T, é a soma de duas palavras, “Pro” (face a face), para tratar de relacionamento íntimo e “Euche” para retratar uma pessoa que fez um voto, por causa de uma necessidade.
Obs: A oração de Consagração nos coloca face a face, olho no olho, em um relacionamento íntimo, não é mecânico, ou formula a ser seguida. É um vinculo que nos ergue a um lugar no Espírito onde podemos desfrutar de proximidade com Deus.
v Assim essa palavra específica para a oração aponta para um altar, um lugar de decisão e entrega, onde votamos livremente nossas vidas a deus em troca da sua vida.
v A idéia por trás de “Proseuche” é esta: “Fique face a face com Deus e entregue a sua vida em troca da Dele, consagrando a sua vida progressivamente e certifique-se de dar graças a ele antecipadamente por se mover em sua vida”.

2.             A LANÇA DA PETIÇÃO – ORAÇÃO COMO GRITO DE SOCORRO.

ð A palavra petição é usada no N.T 40 vezes “Deeses” significa uma necessidade ou um desejo; tem a ver com as necessidades básicas que precisam ser atendidas para que uma pessoa continue com a sua existência (necessidades espirituais).
ð É um clamor ou petição pela ajuda de Deus que expõe a insuficiência de uma pessoa para suprir as próprias.
ð Exemplo de Deese (petição): Tg 5:17 a expressão Orou com instancia significa que embora Elias fosse um grande homem de Deus, ele reconhecia sua própria incapacidade de fazer qualquer coisa significativa para Deus.
v Enquanto que a oração de consagração denota entrega, a oração de petição denota humildade, um grito de socorro.

3.             A LANÇA DA AUTORIDADE – ORAÇÃO DA FÉ.

v Encontrada 80 vezes no N.T a palavra “Aiteo” significa: eu peço ou eu exijo. “Aiteo” descreve alguém que ora com autoridade. Essa pessoa sabe o que precisa e não tem medo de pedir com ousadia.
“Aiteo” tem a ver com necessidades palpáveis, alimentos, abrigo, dinheiro, etc.
v A palavra “Aiteo” está em Jo 15:7 “Se permanecerdes em mim...”, a palavra permanecer aparece duas vezes ela significa: ficar, residir, habitar, continuar, união constante, fixar residência.
v O Senhor Jesus sabia que se as palavras Dele fixassem residência permanente em nosso coração e na nossa mente, nunca pediríamos alguma coisa que não estivesse alinhada com a sua vontade para as nossas vidas.
v Quando permitimos que a Palavra de Deus se aloje permanente e habitualmente em nossos corações essa palavra transforma de tal forma as nossas mentes que, quando oramos fazemos isso de acordo com a vontade de Deus!
ð Quando você sabe que está orando de acordo com a vontade de Deus, você não precisa orar medrosamente. Em vez disso você pode afirmar sua fé com ousadia e esperar que Deus se mova em seu favor!
ð O desejo de Deus é que você avance com ousadia e coragem em oração, a fim de tomar posse da vontade Dele e fazer com que ela se manifeste!
v Deus claramente não se ofende com esse tipo de oração direta!

4.             A LANÇA DA SATISFAÇÃO – ORAÇÃO DE AÇÕES DE GRAÇA.

v Encontrada 15 vezes no N.T “Eucharistia”, significa: “eu” denota algo bom ou bem, “charistia” graça, bons sentimentos que fluem livremente do coração como reação a alguma coisa.
v Essa palavra ou tipo de oração eram usadas principalmente nas cartas de Paulo: Ef 1:16 “Não cesso de dar graças por vós...”, essa é a idéia: meus sentimentos por vocês não podem ser contidos. 1Tss 5:18 “Em tudo dai graças...”, a vontade de deus é que usemos a oração de ações de graças em todos os aspectos de nossas vidas.
v Quando você orar pelos outros ore com ações de graças por eles, você perceberá o quanto Deus já fez na vida dessas pessoas embora ele ainda possa ter falhas que perturbam você. Elas progrediram em comparação ao que costumavam ser.
v Você poderá agradecer a Deus alegremente e sem reservas por sua obra transformadora.

5.             A LANÇA DA INTIMIDADE – ORAÇÃO DE SÚPLICA.

v Encontrada cinco vezes no N.T, “Enteuxis” significa: deparar com ou cair na mão de. A idéia é de ser capturado pela presença do senhor, ou entrar em um relacionamento maravilhoso em oração.
v Era usado em escritos clássicos para retratar um relacionamento amoroso entre duas pessoas. Denota uma intima oração por meio da qual aprendemos a entrar na presença de Deus com uma fé de criança, desfrutando sem reservas da maravilhosa presença do Pai.

6.             A LANÇA DO RESGATE – ORAÇÃO DE INTERCESSÃO.

·      Ela aparece apenas uma vez no N.T, a palavra grega é “huperentugchano”, ela é usada em Rm 8:26 e não é usada com relação aos crentes e sim ao Espírito Santo.
·      Portanto a palavra “huperentugchano” (intercessão) não é uma obra que nós fazemos, mas uma que Ele faz em nosso favor.
ð Significa: descer em favor de outra pessoa ou, resgate. Exemplo: se alguém caísse no fundo de uma caverna você teria de descer para dentro dela junto com essa pessoa a fim de tirá-la de lá.
ð Ela fala daqueles momentos em que o Espírito se une a nós sobrenaturalmente em nossas circunstancias, compartilha as nossas emoções e frustrações, depois começa a desenvolver um plano que nos tiraria do poço.
·      O verdadeiro ministério de intercessão do Espírito Santo ocorre quando você não tem palavras e não sabe como orar! O Espírito Santo sobrenaturalmente desce até esse lugar de incapacidade e se une a você no ritmo de oração.
·      A intercessão do Espírito Santo é para aqueles que sabem que são fracos e enfermos. O propósito da intercessão do Espírito Santo não é compartilhar sua experiência de estar no fundo do poço, em vez disso o propósito é resgatá-lo.
è O inicio da obra intercessora do Espírito Santo, é quando abrimos nosso coração, permitimos que Ele libere Seu poder dentro de nós.

CONCLUSÃO:
Não devemos apenas entender como usar as lanças de oração, mas romper com alguns obstáculos a oração ou, o que torna nossa oração ineficaz.

1.    Atender a iniquidade Sl 66:18 – Pv 4:23
2.    Incredulidade ou falta de fé Hb 11:6 Sem fé é impossível relacionar-se com Deus.
3.    Falta de Perdão. Todas as vezes que Jesus falou sobre oração, Ele se refere a perdoarmos uns aos outros.
·      Perdoa as nossas dividas assim como nós perdoamos.
·      Ausência de perdão significa em nossas vidas ausência da presença de Deus.
·      Perdão é como o cancelamento de uma divida. Mt 18:23-35; 1 talento equivale a 34 kg (era um utensilio de medir). A dívida do servo era de 10 mil talentos, ou seja, 340 toneladas. O grama do ouro hoje vale 131 $, calcule se puder o tamanho dessa dívida. A divida do conservo era de 100 denários; 1 denário era salário de 1 dia; era também uma divida considerável, porém, muito menor do que a do servo .
·      A dívida que o Senhor rasgou era impagável, por que não podemos perdoar algo muito menor?

Contatos com o Pr. Nilton Jorge
Telefone; (22) 998746712 whatsapp
Email. niltondalani@gmail.com

quinta-feira, 12 de abril de 2018

TRES CAMINHOS PARA TRAZER PAZ FINANCEIRA


TEXTO: 2 Cron 20:1-30
INTRODUÇÃO:

·      Um estudo mostra que no Brasil depois de 40 anos de trabalho de cada 100 brasileiros: um fica rico, quatro alcançaram a independência financeira e 95 vão depender de família ou carência alheia.
·      Se fossemos considerar essa estatística em nosso meio, eu diria que para cada grupo de cem irmãos aqui: Um era rico, quatro irão conseguir a independência financeira e 95 irão envelhecer e depender do favor e da boa vontade dos familiares e filhos para sobreviver.
·      Suas finanças podem ser motivo de paz ou de guerra. Dinheiro está no topo da lista de divórcio no mundo, das guerras, dos suicídios, das violências urbanas, de destruição Familiar, Eclesiástica, de relacionamentos, em qualquer parte do mundo.

ü ENTENDENDO O CONTEXTO:

ð O segundo livro de Crônicas (2 Crônicas 17 a 20) narra a trajetória do quarto rei de Judá (reino do sul de Israel): Josafá, filho de Asa e que governou a partir de Jerusalém por 25 anos.
ð Antes dele atuaram os reis Asa (913-873), seu pai, Abias (915-913); seu avô, e Roboão (922-915 ou 931-915), filho de Salomão. Em seu lugar, ficou seu filho, Jeorão (849–842). Seu pai e seu avó foram aprovados por Deus, mas seu bisavô e seu filho foram reprovados.
ð O rei Josafá reinou aproximadamente entre 872 e 848 a.C. Ele reinou em Judá, ou seja, no reino do sul que consistia no território das tribos de Judá e Banjamim, na época em que o reino estava dividido. 
ð Como já dissemos, Josafá era filho de Asa. Sua mãe era Azuba, filha de Sili. Josafá foi contemporâneo de Acabe, Acazias e Jeorão de Israel. O nome “Josafá” significa “Jeová tem julgado”. Apesar de ter um relato oficial de seu reinado no livro de 2 Reis 22:41-50 é no livro de 2 Crônicas (17-21 que estão os registros mais detalhados sobre sua história. No livro dos Reis, Josafá também é citado outras vezes, porém nessas ocasiões o foco da narrativa é o reino do norte, e não o seu reinado.
ð No começo de seu reinado, ele se concentrou nas questões referentes à segurança de seu reino contra possíveis ataques externos, principalmente em relação ao reino do norte (Israel). Ele tratou de fortalecer as defesas ao longo da fronteira norte, designando soldados que ficavam de forma permanente nas aldeias próximas a fronteira com Israel. Os filisteus e os árabes lhe pagaram tributo durante seu reinado.
ð Aproximadamente no terceiro ano de reinado, Josafá tomou algumas medidas com o intuito de melhorar a situação religiosa do reino. Além de instruir o seu povo, ele enviou levitas com os livros da Lei para ensinar nas cidades de Judá (2Cr 17:7-9).
ð Entretanto, mais tarde Josafá foi persuadido por Acabe e se propôs a solucionar o problema de inimizade com Israel, um conflito que já perdurava desde seus antecessores. Essa aproximação com Israel ocorreu através de uma aliança de casamento com a casa de Onri (1Rs 22:44). CUIDADO COM AS ALIANÇAS.
ð Na verdade, esse acordo de paz era muito mais vantajoso para Israel do que para Judá, pois ao invés de possuir um inimigo em sua fronteira sul, teria um aliado que, talvez, poderia ser útil frente às constantes ameaças que sofriam por parte da Síria.
ð O casamento ocorreu entre o filho do rei Josafá, Jorão, com a filha do rei Acabe e Jezabel, Atalia. Esse casamento trouxe terríveis consequências para Judá, como a abertura posterior à adoração a Baal e os graves conflitos que levaram a descendência de Davi à beira da extinção.
ð Por sua associação com Acabe, Josafá foi duramente repreendido pelo Profeta Jeú (2Cr 19:1,2).
ð Com o fortalecimento das fronteiras de Judá, e com o controle sobre Edom durante seu reinado (2Cr 17:1-2; 1Rs 22:47), o rei Josafá detinha o comando das rotas de caravanas da Arábia (2Cr 17:5; 18:1), o que lhe rendia boas riquezas.
ð Aliado a Acazias, rei de Israel, Josafá tentou construir um frota de navios de Tarsis para Ofir por causa do ouro, mas os navios acabaram destruídos em Eziom-Gebe e o acordo comercial fracassou. Por conta desse tratado, Josafá novamente foi repreendido através da profecia de Eliézer (2Cr 20:37).
ð Em Judá, o rei Josafá foi um grande administrador, conhecido como um homem de eminente piedade. Ele reorganizou o poder judiciário, designando juízes para todas as cidades importantes de Judá, e estabeleceu uma importante corte de apelações especiais em Jerusalém, composta por levitas, sacerdotes e anciãos, sob a liderança do sumo sacerdote (2Cr 19:5-11).
ð Já próximo do fim de seu reinado, os moabitas, os amonitas e os edomitas, se uniram com o objetivo de invadir Judá, cruzando o que é hoje a região do mar morto. Nesse momento, a Bíblia relata que o rei Josafá sentiu medo e buscou ao Senhor (2Cr 20:3).

TRANSIÇÃO: Vejamos o que ele Josafa fez e o que precisamos fazer também para ter paz nas finanças.

1.             CONFIAR NO SENHOR (v.3).

·      Veja o que diz o verso 3, diz que Josafá teve medo. O medo paralisa e ata nossa prosperidade. Muitos não casam porque tem medo. Muitos não tem filhos porque tem medo. Muitos não fazem uma faculdade porque tem medo. Muitos não empreendem porque tem medo.
·       O medo é um sentimento normal do ser humano diante do inimigo tão poderoso. O rei Josafá temeu pela sua fragilidade ante o inimigo, porém ele não ficou apavorado. Uma pessoa apavorada perde o controle. 
ð Mas o texto diz que apesar de Josafá sentir medo, ele decidiu confiar no Senhor. Ele conclamou o povo para um jejum e se pôs a orar ao Senhor.
·      Obs: É interessante que todo mundo tem algum tipo de crença para a sua prosperidade. Uns colocam uma imagem de Buda assentada sobre cédulas de dinheiro para chamar dinheiro. Outros usam cristais, queimam incenso em seus estabelecimentos comerciais, se apegam a objetos de superstição. Mas muitas vezes o cristão não crê em Deus para a sua prosperidade.

Nós temos que confiar em Deus para prosperar da mesma forma que confiamos NEle para ser salvos, perdoados e guardados do mal.

Você precisa saber que existe uma prosperidade que é legítima, bíblica, saudável e verdadeira e que tem procedência do céu. E você como filho de Deus tem direito a ser próspero. 

A PALAVRA FÉ TEM DUAS RAIZES PODEROSAS – UMA PRA VIVER COM DEUS E OUTRA PRA VIVER EM DEUS. (PITIS)

E o principio de prosperidade passar pelos dois conceitos de Fé.

a)   Fidelidade (a honra atrai honra), o principio de prosperidade financeira e de relacionamento com Deus esta em honrá-lo. O primeiro princípio é dar esperando receber. Saber que aquilo que eu dei não me foi tomado à força e não me fará falta, mas ter com Ele uma aliança de expectativa (Lucas 6.38 Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo). Deus é um doador, e até quando entregou seu Filho tinha a expectativa de recebê-lo de volta (João 3.16). A devolução reside no conceito de que eu só recebo a vida eterna se eu me voltar para Deus. Quando você aceitou a Jesus como Senhor e Salvador, Deus recebeu o resultado da semeadura que Ele mesmo fez ao entregar Seu único filho. “Gálatas 6.7 aquilo que o homem semear, isso também ceifará.
ð O verbo “honrar” significa “distinguir, fazer diferença” (viver em Deus, isso significa que eu discernir quem é a prioridade, quem manda quem me governa). E é isto o que Deus espera de nós! Pv 3.9,10 “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares.” Esta promessa é condicional, ou seja, não se cumpre por si só, mas depende de cada um de nós para que possa ser concretizada.
ð O texto bíblico acima pode ser dividido em duas partes: o que nós temos que fazer, e o que Deus fará depois que fizermos a nossa parte.
ð O dar para Deus com fidelidade desata a vida financeira.

b)   Confiança (Uma condição para viver com Deus). A fé é o coração da vida cristã. No entanto, muitos crentes lutam para confiar completamente no Senhor. A fé, muitas vezes começa a diminuir quando as graves adversidades ou quando as orações parecem ficar sem resposta.
ð Confiar em Deus significa: olhar além do que podemos ver; ou seja, vê o que Deus vê.
ð Existem três níveis de fé.
a)   Um diz: “Sei que o Senhor pode fazer isso”.
b)   Um segundo declara, “Eu sei que Ele vai fazê-lo, pelo menos para algumas pessoas”.
c)    O nível mais alto de fé diz, “Eu creio que ele já fez”. Deus pode nos dar a capacidade de ver algo como acabado. E se você não compreendeu a Sua vontade, Ele vai corrigi-lo suavemente.

·      A segunda coisa que Josafa fez e o que precisamos fazer também para ter paz nas finanças foi:

2.             SEGUIR A VOZ DO PROFETA (v.20).

·      Leia o verso 20 e veja o que Josafá falou ao povo. O povo estava com medo, mas Josafá lembrou-se que no dia anterior o profeta tinha dado uma direção ao povo. Confira isso nos versos 14 a 16, o que o profeta falou enquanto o povo orava a Deus.
·      Naquele tempo a guerra era uma atividade altamente lucrativa. Quem ganhava a guerra enriquecia, porque ficava com os despojos. E quem perdia a guerra empobrecia. Portanto, aquele momento era decisivo para a prosperidade do povo. Eles deveriam decidir se seguiriam ou não a voz do profeta.
·      Honrar a pessoa na característica e na unção que Deus a estabeleceu gera grande recompensa para nós. Mateus 10:41 Quem recebe um profeta, no caráter de profeta, receberá o galardão de profeta... Perceba que não basta honrar a pessoa como uma pessoa legal, como uma amiga, como um irmão; é preciso honrá-la como profeta, ou como pastor, ou como apóstolo para que você receba o galardão, para que você tenha recompensa.

·      Prosperidade tem haver com honrar os profetas (autoridades), que Deus estabeleceu:

1.     FILHOS HONREM VOSSOS PAIS: Ef 6.1-4 “Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra”. O quinto mandamento da lei de Deus trata da relação dos filhos com os pais. Duas palavras resumem o dever dos filhos para com os pais: Obediência e honra. Quando Paulo escreveu esta carta aos efésios estava em vigência no Império Romano o regime do pater postestas. O pai tinha o direito absoluto sobre o filho: podia casá-lo, divorciá-lo, escravizá-lo, vendê-lo, rejeitá-lo, prendê-lo, e até matá-lo.
ð Hoje estamos vivendo o outro extremo. Na década de 60 irrompeu com os hippies uma contracultura. Os jovens se revoltaram contra a autoridade dos pais e se rebelaram contra toda sorte de autoridade institucional.
ð O apóstolo menciona três motivos que devem levar os filhos a honrarem e serem obedientes aos pais:
1)   Primeiro lugar, a natureza Ef 6.1 “Filhos obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo”. A obediência dos filhos aos pais é uma lei da própria natureza, é o comportamento padrão de toda a sociedade. Os moralistas pagãos, os filósofos estóicos, a cultura oriental (chineses, japoneses e coreanos), as grandes religiões como Confucionismo, Budismo e Islamismo defendem também essa bandeira. É antinatural os filhos desobedecerem aos pais. A desobediência aos pais é um sinal de decadência moral da sociedade e um sinal do fim dos tempos.
2)   Em segundo lugar, a lei Ef 6.2-3 “Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra”.
·      Honrar os pais é mais do que obedecê-los. Os filhos devem prestar não apenas obediência aos pais, mas, também devotar a eles amor, respeito e cuidado. É possível obedecer sem honrar. Na imortal parábola que Jesus contou, o irmão do filho pródigo obedecia ao pai, mas não o honrava. Há filhos que desamparam os pais na velhice. Há outros que trazem flores para o funeral dos pais, mas jamais lhes presentearam com um botão de rosas, enquanto estavam vivos. Honrar pai e mãe é honrar a Deus, Porém resistir a autoridade dos pais é insurgir-se contra a autoridade do próprio Deus.
·      Honrar pai e mãe traz preciosos benefícios (Ef 6.2,3). A promessa consiste em prosperidade e longevidade. Um filho obediente livra-se de grandes desgostos. Quantos desastres seriam evitados se os filhos ouvissem o conselho dos pais! Quantos casamentos desastrosos jamais aconteceriam se os filhos ouvissem a orientação dos pais! Quantas companhias nocivas, que levam para o abismo, seriam evitadas se os filhos ouvissem os pais! Quantos namoros turbulentos jamais começariam se os filhos atendessem à orientação dos pais! Obedecer a pai e mãe é um antídoto contra grandes desastres na vida!
3)   Em terceiro lugar, o evangelho Ef 6.1: “Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor…”. Eles devem obedecer aos pais por causa do relacionamento que têm com Cristo. Em Cristo a família é resgatada à plenitude do seu propósito original. Porque estamos em Cristo, nossos relacionamentos são governados por ele. Quanto mais servos de Cristo somos, mais harmoniosa será a relação entre filhos e pais.

2.    EMPREGADOS HONREM SEUS PATRÕES. Ef 6.5-6 “Vós servos, obedecei a vosso senhor segundo a carne, com temor e com tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo, não servindo a vista, como para agradar aos homens, mas como servos de cristo, fazendo de coração a vontade de Deus”.
·      O trabalho não é somente uma fonte de prosperidade, mas principalmente um meio primário de avanço do Reino. E por isso, a Bíblia aponta qual o padrão de serviço que o Pai exige de nós.
3.    OVELHAS HONREM OS VOSSOS PASTORES. Fp 2:28-29 "Recebei-o, pois, no Senhor, com toda a alegria, e honrai sempre a homens como esse; visto que, por causa da obra de Cristo, chegou ele às portas da morte e se dispôs a dar a própria vida, para suprir a vossa carência de socorro para comigo".
·      A honra é que ela está diretamente associada à frutificação espiritual. Jesus falou que a desonra aos profetas de Deus está associada à falta espiritual – Jesus lhes disse: Mt 13.57-58 “Só em sua própria terra e em sua própria casa é que um profeta não tem honra. E não realizou muitos milagres ali, por causa da incredulidade deles.”
·      A unção que honro é a unção que eu atraio.

ð Lembra-se da história da viúva de 2 Reis 4:1-7, ela também estava endividada e conseguiu sair das dividas, porque seguiu a direção do profeta.

Existe uma frase muito conhecida e usada pelas pessoas que diz: "Na crise, CRIE". Porém, eu prefiro usar: "Na crise, CONFIE".

1)   Problemas são meios que Deus usa para crescermos (v.1). Esse versículo nos mostra que aquele marido temia a Deus, mas passava por uma crise financeira muito grave. Quando ele morreu, a esposa herdou suas dívidas e, sem dinheiro, teve que assumir a situação para não ter os filhos levados como escravos. Foi preciso ela deixar a zona de conforto (já que o marido era o responsável por cuidar dos assuntos da casa) e tomar a atitude de procurar o profeta em busca de uma solução para o seu problema. Isso mostra que a crise nos ensina a coisas que não aprenderíamos de outra maneira.
2)   Deus pode usar pessoas para nos abençoar. (vers. 3a) "Então disse Eliseu: ‘Vá pedir emprestadas vasilhas a todos os vizinhos’".
3)   O tamanho do milagre é proporcional ao tamanho da nossa fé. (vers. 3b"...Mas, peça muitas (vasilhas)...". Não espere pouca coisa de um Deus tão grande!
4)   A Fonte do milagre é inesgotável. (vers. 6). Quando não havia mais nenhuma vasilha para ser cheia, essa passagem conta que o azeite PAROU de correr. Ele não ACABOU. Se houvesse mais recipientes, Deus certamente continuaria derramando mais bênçãos naquela casa, porque o poder Dele é ilimitado. Isso significa que, se você crer, Deus vai suprir todas as suas necessidades, independente do tamanho delas.

·      Quando você está debaixo de cobertura espiritual você deve seguir a voz da sua liderança. Josafá entendeu isso e o seu reino prosperou.

·      CONSELHO PROFÉTICO:
ð Faça um orçamento mensal escrito (planilha de entradas, saídas, caixa, poupança).
ð Abra uma caderneta de poupança para você e seus filhos.
ð Pare de comparar e comece a vender (tenha estratégias).
ð Escreva novos alvos e empreenda oração e jejum sobre eles.
ð Empreenda algum negócio.
ð Faça cortes no seu orçamento.

·      Pesquisas revelam que somente 3% da população do mundo tem o hábito de escrever seus alvos. Coincidentemente, o porcentual dos mais ricos no mundo é 3%.
·      Se você quer prosperar, siga as instruções que você está recebendo para sua prosperidade.

·      A terceira coisa que Josafa fez e o que precisamos fazer também para ter paz nas finanças foi:

3.    APROVEITAR AS OPORTUNIDADES DE DEUS NA SUA VIDA (v.24-30).

·      Leia os versos de 24 a 30 e veja o que Josafá fez. Quando Deus deu vitória, o povo saqueou tudo o que os inimigos deixaram para trás. Havia tantos despojos, que eles passaram a chamar aquele vale de vale da Benção. Ou seja, ele aproveitou o momento de Deus.
·      Há muitas pessoas que não prosperam porque não aproveitam as oportunidades que o senhor colocou em suas mãos.
·      Quantos jovens possuem computadores de última geração, impressoras, maquina fotográfica digital e não geram nenhum centavo com esse equipamento. A falta de visão impede a pessoa de prosperar. Crie algo para gerar recursos.
·      Sua habilidade pode ser uma fonte de renda (Tocar um instrumento), seu conhecimento pode ser uma fonte de renda! (Se você é bom em português pode ser um revisor de texto); seus bens pode ser uma fonte de renda (se você possui um computador ele pode fazer dinheiro).
·      O texto termina dizendo que Deus deu paz a Josafá. O resultado foi que deus deu paz a Josafá por todos os lados.
·      Na maioria das vezes nós temos que lutar para ter vitória. Mas há casos em que Deus luta por nós. Ele se coloca à nossa frente. Isso é uma forma de favor do Pai na nossa vida. Ele faz tudo e nós saqueamos os bens.


CONCLUSÂO:

Deus vai dar paz as suas finanças.
Deus vai dar paz a sua casa.
Deus vai colocar situações para você apenas pegar os despojos.


DEUS TE ABENÇOE!

Pr. Nilton Jorge
Contatos: (22) 998746712 Whatsapp
https://twitter.com/Pr_NiltonJorge
https://www.facebook.com/Pr.NiltonJorge
https://www.facebook.com/niltonjorgelana/