Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 28 de junho de 2017

LIÇÕES NA CAVERNA DE ADULÃO

TEXTO: I Sm 22:1, 2.
INTRODUÇÃO:
·      Uma caverna é uma cavidade subterrânea ou gruta com uma abertura para a superfície. A palavra “caverna” traduz a palavra hebraica mearáh. A palavra hebraica hhor ou hhohr denota um “buraco”, às vezes suficientemente grande para humanos penetrarem nele. Outra palavra hebraica, para “cavidade”, é mehhil·láh.
·      Há abundantes cavernas nas rochas calcárias da Palestina; o monte Carmelo e a vizinhança de Jerusalém estavam minados de muitas cavernas. Segundo a arqueologia, ciência que estuda estas cavernas e outros tipos semelhantes, devido à formação geológica da região do oriente, tem se encontradas cavernas que suportam até quatro mil pessoas.
·      As cavernas aparecem nas escrituras em sentido figurativo. Algumas delas eram bastante grandes para conter centenas de pessoas e eram usadas como moradias permanentes, como em Petra, ou eram usadas como abrigos temporários, sepulcros, cisternas, estábulos ou armazéns.
a)   A primeira menção de caverna esta em Gên 19:30, Ló e suas duas filhas morando numa caverna depois de saírem de Zoar por medo.
b)   A segunda menção duma caverna na Bíblia Gên 23:7-20; 25:9, 10; 49:29-32; 50:13 refere-se à de Macpela, em Hebrom, que Abraão comprou e usou como sepultura, onde foram sepultados Sara, Abraão, Isaque, Rebeca, Jacó e Léia
c)    Em Jz 6:2, uma caverna serviu pra Gideão de excelente depósito em tempos de perigo. 
d)   Em Jos 10:16-27, na Caverna de Maquedá, cinco reis amorreus confederados esconderam-se de Josué numa caverna, que depois se tornou seu túmulo comum.
e)    Alguns israelitas em 1Sm 13:6; 14:11, fugindo dos filisteus nos dias do Rei Saul, esconderam-se em cavernas.
f)    Em 1Rs 18:4, 13, quando a iníqua Jezabel tentou exterminar todos os profetas de Jeová, Obadias alimentou 100 deles que se esconderam “numa caverna”.
g)   Também em 1Rs 19:1-17, Elias fugiu diante da ira de Jezabel para uma caverna em Horebe, e foi ali que recebeu instruções divinas para voltar e ungir Hazael, bem como Jeú.
h)   Em 1Sm 22:1, 2, a fim de escapar da fúria de Saul, Davi se refugiou numa caverna perto de Adulão, e ali se juntaram a ele “cerca de quatrocentos homens”.
i)     Em 1Sm 24:1-15, novamente perseguido por Saul, Davi ocultou-se numa caverna no ermo de En-Gedi, e foi ali que Davi cortou a aba da túnica de Saul, quando este entrou “para satisfazer uma necessidade natural”. Talvez fossem as experiências de Davi nestas duas ocasiões que o induziram a compor os Salmos 57 e 142.
j)     Em 2Sm 23:13; 1Cr 11:15, depois de Davi ter sido feito rei, a caverna de Adulão parece ter servido de quartel-general durante uma campanha contra os filisteus.
k)   Em Jo 11:38, o túmulo memorial do amigo de Jesus, Lázaro, “era, de fato, uma caverna”.
l)     Em Mateus 27:57-61, um proeminente chefe religioso judeu José de Arimatéia, que era um discípulo secreto de Jesus, tinha um túmulo novo escavado na rocha, dentro do qual ele colocou o corpo de Jesus.
m) O escritor da Epistola aos Herbreus, em vista destes exemplos, tinha ampla base para escrever Hb 11:38 que homens de fé “vagueavam . . . pelas cavernas, e pelas covas da terra”.
n)   Muitos anos depois, as catacumbas de Roma serviram de refúgio e lugar de reunião subterrânea para os perseguidos cristãos.

TRANSIÇÃO: No texto lido vemos Davi fugindo de Saul, e se escondendo em uma caverna, o que nos faz observar que sempre quando somos perseguidos ou temos problemas, a primeira coisa que procuramos e fugir e se esconder, como se essa fosse à solução.
ð Davi esta debaixo de uma perseguição que durou aproximadamente dez anos. Agora imagine alguém querendo te matar a qualquer custo, o que você faria? Talvez você também fugisse para uma caverna, mas Davi quis apenas se esconder e não morar na caverna. Caverna não é moradia de crente, é apenas uma habitação temporária, onde aprendemos com o nosso Deus, a vencer os males.
ð Na caminha da vida às vezes recorremos algumas cavernas, quando nos sentimos: esgotados e sufocados comas lutas diárias.
ð Quando somos: perseguidos e ameaçados pelos inimigos.
ð Quando nos encontramos: inseguros, abatidos, debilitados, deprimidos, desanimados e amedrontados.
ð Procuramos a caverna em busca de refugio e refrigério.

1.             A CAVERNA É UM LUGAR DE REFUGIO. I Sm 22.1ª “Davi retirou-se dali e se refugiou na caverna de Adulão…”.

·      Na caverna Davi procurou refúgio e segurança, logo depois sua família e depois 400 homens fora mulheres e crianças. Sl 46.1 Deus é o nosso refugio e segurança. AdulãoSignifica Justiça do povo, refugio, esconderijo; é um complexo de cavernas que fica no vale de Elá. Essa caverna era um lugar bastante conhecida em Judá, cerca de dezesseis quilômetros de Gate e vinte e quatro quilômetros de Belém, a cidade natal de Davi.
·      O Salmo 57 comunica de maneira poética a circunstância do autor, que se escondia em uma caverna. Nos primeiros seis versos do Salmo, ele encontra refúgio na sombra das asas de Deus, mas está cercado por leões e encarando sua própria sepultura.
·      Estando nesse lugar baixo, ele recebe ajuda que desce do alto. Perdido nas sombras e nos seus pensamentos, ele não tem para onde fugir. Se for para casa, ele põe sua família em perigo; se for para o tabernáculo, ele coloca em risco os sacerdotes. Saul o matará. Aqui ele senta totalmente solitário, porém, logo em seguida ele se lembra que ele não está só. E das profundezas da caverna uma doce voz flutua: Sl 57:1“Tem misericórdia de mim, ó Deus, tem misericórdia, pois em ti a minha alma se refugia; à sombra das tuas asas me abrigo”. I Sm 22:2 “Ajuntaram-se a ele todos os homens que se achavam em aperto, e todo homem endividado, e todos os amargurados de espírito, e ele se fez chefe deles; e eram com ele uns quatrocentos homens”.
·      Quando Davi estava na caverna, talvez chorando, ou talvez contente por estar escondido de Saul e assim conseguir um pouco de paz, começa a chegar uma multidão de pessoas, só homens eram quatrocentos, agora imagine mulheres e crianças, pois os pais de famílias endividadas, de espírito desgostoso, também levaram sua família, chego a crer que na caverna onde Davi se escondeu agora já tinha cerca de mil e quinhentas pessoas.
ð Na caverna os desamparados foram acolhidos.
ð Na caverna os enfraquecidos foram fortalecidos e encorajados.
ð Na caverna os desanimados foram animados.
ð Davi entrou sozinho na caverna, mas ao sair saiu com um exército de valentes. 
 1 Co 1:27 “pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes”.
ð Deus é especialista em usar pessoas com problemas.
·      Moisés gaguejava e era assassino.
·      Davi não servia era muito menino.
·      Abraão era velho demais.
·      João Marcos era fujão.
·      Timóteo tinha úlcera.
·      A esposa de Oséias era uma prostituta.
·      Jacó era mentiroso.
·      Pedro tinha medo de morrer.
·      Lázaro estava morto.
·      Noemi era viúva.
·      Paulo era um perseguidor.
·      Jonas fugia de Deus.
·      Miriã era fofoqueira.
·      Gideão e Tomé, ambos duvidaram.
·      Jeremias era depressivo.
·      Marta era muito preocupada.
·      Sansão era cabeludo e mulherengo.
·      Noé embebedou-se.
ð Na liderança de Davi um bando de fracassados se tornou em um exercito de Valentes e vencedores.

2.             MESMO NA CAVERNA HAVERÁ PROVIDÊNCIAS PARA A SUA VIDA.

ð A caverna de Adulão era um lugar não para se esconder e fugir dos problemas. Mas sim, um lugar de refúgio, um lugar de recuperação, um lugar de refrigério. Diferente de Elias que se sentiu sozinho na caverna de Horebe, Jacó que foi depositado morto na caverna de Macpela, Davi não estava sozinho na caverna de Adulão. Davi era fugitivo e com ele se agrupou todos os homens que atravessavam crises terríveis. Deus os restaurou na caverna de Adulão. 
a)   DAVI ENTROU SOZINHO MAIS DEUS LHE DEU UM EXÉRCITO.
ð É no meio das dificuldades que os valentes aparecem, eles dependem única e exclusivamente de Deus.
ð O livro de II Samuel 23:8-39 faz um destaque de 37 valentes do exército de Davi, nome por nome. Desses 37, seis recebem um maior destaque pelos seus feitos.
·      O primeiro tem por nome Josebe Bassebeteo principal de todos, matou oitocentos inimigos numa só batalha demonstrado com isso coragem, força, poder e determinação.
·      O segundo tem o nome de Eleazar, o maior feito dele foi quando os filisteus desafiaram os filhos de Israel para a batalha e todos fugiram da presença dos filisteus. Eleazar sozinho pegou sua espada lutou com os filisteus ao ponto de sua mão ficar apegada a espada. Demonstrando assim coragem e perseverança para vencer as batalhas do Senhor.
·      O terceiro herói se chama Samáeste quando defendeu o seu campo de lentilhas diante dos filisteus, Deus deu grande livramento a Israel, por causa de Samá. Ele lutou por aquilo que era seu.
ð Existiu outro grupo de três, que quando Davi estava na caverna de Adulão, desejou beber das águas que estava junto à porta de Belém, que estavam sob o domínio dos Filisteus seus inimigos haviam tomado, a cidade que nasceu e se tornara rei. Quando os três ouviram as palavras de Davi, e do desejo beber das águas de Belém, desceram até o arraial do inimigo, intrépidos e destemidos, trouxeram a água do poço para que o rei a tomasse. ESSES FAZEM ALÉM DAS EXPECTATIVAS.

b)   A PRÓPRIA CAVERNA ERA UMA PROVIDENCIA DE DEUS.
·      Penso que nunca devemos murmurar, pois a bíblia nos ensina que a prova produz crescimento, paciência, força, sabedoria, talvez por isso Deus permita que seus filhos entrem em cavernas.
ð Na caverna de calcário de Adulão, também se encontra uma substância chamada DOLOMITA, que tem várias funções, mas irei ressaltar três:

1)   A DOLOMITA É CÁLCIO PARA NOSSOS OSSOS. Na caverna Deus vem nos dar estrutura, para sermos vencedores. Pois veja bem, de nada adiante crescermos se nós não tivermos uma estrutura óssea para sustentar o corpo.
2)   A DOLOMITA COMBATE A IRRITABILIDADE. Na caverna aprendemos a sermos mansos com o Senhor, a orar mais e confiar no Senhor.
3)   A DOLOMITA COMBATE A INSÔNIA. Quando passamos longo tempo sem dormir, começamos a delirar, a perder o foco, perder o equilíbrio, e perdemos os reflexos.

3.             A CAVERNA DE REFUGIO É UM LUGAR PASSAGEIRO.

ð Após um período de tempo indeterminado, mas provavelmente longo, Davi é direcionado por Deus através do profeta Gade a deixar a caverna, Adulão é um lugar passageiro, é um lugar de fortalecimento em meio ao desespero. 1 Sm 22:5 Porém o profeta Gade disse a Davi: Não fiques neste lugar seguro; vai e entra na terra de Judá. Então, Davi saiu e foi para o bosque de Herete”. 
ð Muitos entram na caverna e acham que o tempo de caverna não terá fim, ou pior, acomodam-se na caverna. Aprendemos com Davi, que em Adulão o Senhor nos restabelecer para um novo tempo, um novo momento. Fazer um novo governo sobre nossas vidas, renovar seu pacto de unção.
ð CONFORME O SALMO 142 DAVI CHEGOU ARRASADO NA CAVERNA.
a)   Davi chegou a Adulão Desanimado Sl 142.3 “Quando o meu espírito desanima”. A palavra no original em hebraico aqui significa: “O amortecimento do meu espírito”.
·      Davi chegou a duvidando da sua capacidade de tomar decisões, e se sentia desorientado. Davi estava muito mal física e espiritualmente. Ele sentia-se culpado, porque na busca feroz por encontrá-lo, o Rei Saul mata uma aldeia inteira que o abrigou em sua fuga. Que situação, doente caçado por dois exércitos, por um Rei em fúria!
b)   Davi chegou a Adulão Desamparado Sl 142.4 “Olha para a minha direita e vê; ninguém se preocupa comigo. Não tenho abrigo seguro; ninguém se importa com a minha vida”.

·      Você nunca vai resolver seus problemas: Ignorando, fugindo. Você tem esposa, filhos, amigos, mas lembre-se, A alma que tem de atravessar águas profundas precisa fazer isto sozinha! Dentro de uma caverna não se vê nada de bom com óculos escuros! Davi ficou prisioneiro de sua perspectiva, fechou se calabouço e no desespero jogou a chave fora. Ainda bem que ele conseguiu fugir! Davi termina dizendo tira a minha alma da prisão e louvarei o seu nome. Ele sai da caverna fortalecido.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão lidos pelo autor, só serão respondidos os de grande relevancia teológica, desde já agradeço pela visita.