Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 17 de maio de 2010

RESISTENCIA ATRAVÉS DA ORAÇÃO

Mateus 24:13. Neemias 1:1-4.
Introdução:
• A prática da resistência é a arte de não se dobrar, não se render, não se deixar arrastar,
não ceder, não relaxar, não fazer concessões frente a qualquer força que tenha o propósito claro ou velado de nos remover da vontade soberana e particular de Deus.
1) OS DOIS TIPOS DE RESISTÊNCIA: Pode-se resistir tanto ao mal quanto ao bem, tanto às trevas como à luz, tanto ao pecado quanto a virtude, tanto ao diabo como a Deus.
1) A Resistência ao Espírito leva ao pecado sem perdão, ao caminho sem volta, ao remorso sem trégua.
2) A Resistência ao diabo leva a paz de espírito, à alegria, e à vida abundante.
2) OS MAIS NOTAVEIS EXEMPLOS DE RESISTÊNCIA, NA BÍBLIA:
1. José, resistiu à mulher de Potifar (40 anos) - Resistência ao Pecado.
2. Elias, resistiu aos 450 profetas de Baal – Resistência aos Ídolos.
3. Jó, resistiu aos seus infortúnios - saúde – Resistência ao Sofrimento.
4. Paulo, resistiu a Pedro - Resistência Doutrinária.
5. Daniel, resistiu ao decreto do rei da Pérsia - Resistência Política.
6. Jesus, resistiu ao diabo e a Pedro - Resistência Sobre-Humana.
7. Neemias, resistiu aos seus adversários - Resistência à Oposição.

Como é possível preferir ouvir a voz da serpente a ouvir a voz do Criador? Como é possível preferir um prato de lentilha ao direito de primogenitura? Como é possível preferir Barrabás a Jesus Cristo? - mas é isso que fazemos em certas ocasiões.

1. A Mulher não resistiu à serpente e o pecado entrou no mundo.
2. Davi não resistiu à concupiscência dos olhos e cometeu adultério.
3. Salomão não resistiu ao clamor de suas mulheres estrangeiras e cometeu idolatria.
4. O "Jovem carente de Juízo", não resistiu à mulher adultera e com ela pecou.
5. Judas não resistiu o diabo e traiu o Senhor.
6. Demas não resistiu à atração mundana e abandonou a companhia de Paulo.
7. A Igreja em Tiatira não resistiu à influência de Jezabel e se contaminou com a sua idolatria.

Após receber as informações vindas de Jerusalém, através de Hanani (Ne 1.2), Neemias ficou muito abalado. Vendo-o triste, o rei achou por bem enviá-lo a Jerusalém como governador, autorizando-o a reconstruir as muralhas, destruídas pelos babilônios.
Neemias fez uma inspeção secreta dos muros derrubados de Jerusalém (2.9-6); Após a vistoria, Neemias decidiu reconstruí-los. Essa decisão, provocou uma forte oposição de Sambalá (um político influente de Samaria) e Tobias (um político influente entre os amonitas). Apesar dessa oposição, os muros de Jerusalém foram reconstruídos por um grupo de judeus, ligados à liderança de Neemias (Ne 3-4).

Sem muro para protege-la Jerusalém estava sem defesas. Ladrões das montanhas podiam vir inesperadamente e levar suas possessões. Eles tinham perdido sua posição aos olhos das outras nações. O que é pior: tinham perdido seu próprio respeito. Estavam humilhados porque, conforme diziam seus próprios profetas, os muros de Jerusalém deveriam simbolizar proteção e seus portais, louvor.

Já haviam passado 150 anos e estavam acostumados a ver os muros em ruínas, os adversários não queriam nada novo. Queriam os judeus subjugados a derrota.

3) Deus é um Deus de novidades:
• Não funcionou com Adão, ele tentou de novo com Noé, e com Abraão.
• Cantai ao Senhor um cântico novo
• Eis que faço novas todas as coisas
• Te faço ouvir coisas novas e ocultas
• E me pôs nos lábios uma nova canção um hino de louvor
• No céu seremos chamados por um novo nome
• Reinaremos em novos céus e nova terra
• Deus firmou conosco uma nova aliança
• O vinho deve ser posto em odres novos
• Novo mandamento vos dou, disse Jesus
• Somos ministros de uma nova aliança
• Quem está em Cristo é nova criatura, as coisas velhas já passaram.

Transição:

Mesmo debaixo de muitas oposições, internas e externas Neemias resistiu a elas através da oração e terminou a reedificação do muro e das portas em 52 dias.
* Ao saber da situação imediatamente se pôs a interceder por 4 meses, que resultou na resposta. Para lidar com situações difíceis e potencialmente perigosas o caminho é antes de tudo orar e orar com afinco (intensidade).

4) Vejamos porque a Oração de Neemias produziu resultados!
1) Foi uma Oração com adoração e culto a Deus.
2) Foi uma Oração que inclui louvor.
3) Foi uma Oração que passa da adoração para os pedidos.
Há muitos que, quando oram, seguem a mesma progressão de pensamento de Neemias, mas sem resultados que ele obteve. Porque falham em perseverar. Neemias continuou orando em favor de seu povo noite e dia. Persistiu em orar até que obteve de Deus a resposta.

A oração nos prepara para enfrentar opositores e nos da ousadia para vence-los.
4 meses de intensificada oração, orações são como tijolos de edificação, um somente não consegue chegar ao topo. Se queres chegar ao topo continue orando.
ORAR É UMA ATITUDE CONTÍNUA DE BUSCA POR DEUS – Mateus 7:7,8 Pedir, Buscar e Bater, não constituem um processo mas uma ênfase – continuidade – Os verbos no presente contínuo – Salmo 62:8 Confie nele em todos os momentos, ó povo; derrame diante dele o coração, pois ele é o nosso refúgio.

O que aprendemos com a oração de Neemias que Resistiu aos Adversários e Tornou a Reedificação dos Muros de Jerusalém uma realidade?

1.Quando somos conduzidos pelo Senhor em cada situação, aprenderemos que nem toda oportunidade de batalha significa obrigação de assumi-la. (Nee.1:4 “... e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus”). consultar ao Senhor é o melhor caminho.

Há guerras que não são nossas, são guerras da Carne (Tg 4:1,2 Donde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura, não vem disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam? Cobiçais e nada tendes; sois invejosos e cobiçosos e não podeis alcançar; combateis e guerreais e nada tendes, porque não pedis).
Neemias ao consultar a Deus estava demonstrando que não por ser copeiro do rei que tinha que sair para todas as lutas que surgissem. Ele queria ser conduzido pelo Senhor. E por duas vezes ele consultou a Deus.
a) Quando soube da noticia de desprezo e miséria de Jerusalém.
b) Quando o rei lhe perguntou o que ele queria pedir ao rei.
Por isso teve direção de Deus (v.12, E, de noite, me levantei, eu e poucos homens comigo, e não declarei a ninguém o que o meu Deus me pôs no coração para fazer em Jerusalém....).
Podemos trazer sobre nossas vidas, pesos, preocupações em razão de um uma luta que Deus não queria que você e entrasse nela. Em Salmo 25:12-15 há promessas de direção, de escolhas ao que teme ao Senhor e que sabe e confia.

2.Quando Deus nos conduz podemos contar com sua provisão e graça isto não significa ausência de dificuldade mas a certeza da provisão para vencer. (Nee 2:8...,segundo a boa mão de Deus sobre mim. V.18, “Então, lhes declarei como a mão do meu Deus me fora favorável..., V.20, Então, lhes respondi e disse: O Deus dos céus é o que nos fará prosperar;”).
• Ele pode nos mandar em direção a uma tempestade mas Ele tratará de acalmar a tempestade ou o nosso coração.
• “se o seu sapato não aperta não há como você crescer”.
• Deus nos dá estratégias na guerra contra inimigos da nossa alma e também nos equipa para lutar. Salmo 18:29-34. É da boca dos pequeninos que Deus suscita ou levanta o perfeito louvor e faz emudecer o opositor.

3.Quando queremos fazer a vontade de Deus não é problema pedir a Ele uma confirmação. (Nee 2:4 “E o rei me disse: que me pedes agora? Então, orei ao Deus dos céus”).
• Neemias consultou uma vez, seu coração hesitou e novamente ele consultou e aquilo lhe trouxe uma confiança, uma certeza de vitória e sucesso.
• “Salmo 97:12 A luz semeia-se para o justo, e a alegria para os retos de coração”.
• Salmo 119:103 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e luz, para o meu caminho”. Era costume antigo se amarrar uma lâmpada em cada perna.
Nossos pés não vão se enredar, nem tropeçar se tivermos a humildade de consultar ao Senhor e na dúvida pedir uma confirmação a Ele.
• Salmo 119:133. “Ordena os meus passos na tua palavra, e não se apodere de mim iniqüidade alguma”.

4. Quando consultamos ao Senhor Ele nos mostra quem é o nosso verdadeiro amigo. (Nee 2:20b “... mas vós não tendes parte, nem justiça, nem memória em Jerusalém”).
• I Coríntios 5:11 “Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso , ou avarento , ou idólatra, ou maldizente , ou beberrão , ou roubador, com o tal nem ainda comais”. “ quem se vinga na hora da vitória não é digno dela “.

Conclusão: Orar não é tagalerar mais guerrear as oposições do adversário, orar é resistir no espírito o que não podemos suportar na carne.
Na oração temos que ter o que eu chamo de missão PIR - Persistencia na oração,Insistencia na oração e Resistencia na oração.

Um comentário:

  1. oracao e o que estamos precisando muito em nossas igrejas,sem oracao falta poder,falta conhecimento,esta veio direto do trono hein pastor,profetizo muitas bencaos sobre sua vida....

    ResponderExcluir

Os comentários serão lidos pelo autor, só serão respondidos os de grande relevancia teológica, desde já agradeço pela visita.