Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 1 de maio de 2011

O CLAMOR DA MEIA NOITE

TEXTO: Mt 25:6.

INTRODUÇÃO: Este texto Bíblico trás três revelações da caminhada da igreja na terra.

 Três Épocas da História da Igreja.

 A era dos apóstolos e os tempos pós-apostólicos (de Pentecostes até o início do século 3 d. C.).
 Esse foi o tempo do primeiro amor, caracterizado por uma espera diária e viva pela volta de Jesus Cristo, que o Senhor descreve da seguinte maneira: "Então, o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram a encontrar-se com o noivo" (Mt 25.1).
 Na época dos apóstolos e nos primórdios da Igreja, a Palavra ainda era tão viva e eficaz entre os crentes, que eles esperavam constante e intensamente pelo Senhor e por Sua volta. Era costume na época, por exemplo, cumprimentar-se com a saudação "Maranata", que significa "Vem, nosso Senhor!” •
 Em quase todas as suas cartas, os apóstolos escreviam sobre a esperança viva da volta de Jesus, apresentando-a as igrejas como sendo possível a qualquer momento. Paulo, por exemplo, alegrou-se com a igreja de Tessalônica e confirmou para os cristãos dali: (1 Ts 1.9-10) "pois eles mesmos, no tocante a nós, proclamam que repercussão teve o nosso ingresso no vosso meio, e como, deixando os ídolos, vos convertestes a Deus, para servirdes o Deus vivo e verdadeiro e para aguardardes dos céus o seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos, Jesus, que nos livra da ira vindoura".
 E a Timóteo ele fez saber: (2 Tm 4.8) “já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda".
 Os quase 270 capítulos do Novo Testamento mencionam aproximadamente 300 vezes a volta do Senhor Jesus. Um comentário bíblico diz o seguinte: Só alcançaremos o nível espiritual e a vida santificada que o Novo Testamento ensina, quando a espera pelo Senhor receber tanto espaço em nossos corações como o tinha nas igrejas dos tempos apostólicos.
 A era da Perda do primeiro amor e sono espiritual. Mateus 25.5 "E, tardando o noivo, foram todas tomadas de sono e adormeceram".
o Logo após a morte dos apóstolos, a luz em relação à volta de Jesus começou a se extinguir nas igrejas. Certamente ainda havia muita atividade, mas a espera ardente, o primeiro amor de uma noiva por seu noivo, começou a diminuir. A espera adormeceu. (Ap 2.4-5) “Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas".
o E foi justamente isso que aconteceu: a luz da palavra profética quase perdeu-se completamente nos séculos subseqüentes.
o Com o desaparecimento da espera pela volta de Jesus, foi minguando também o conhecimento sobre o assunto. É assustador observar que aproximadamente a partir do ano 300 d. C. não se acham mais menções da volta de Jesus na literatura cristã da época. Praticamente nenhum hino daquele tempo e nenhum comentário bíblico, do ano 300 d. C. até o século 18, fala da espera pela volta de Jesus para buscar Sua Igreja. Mesmo nos tempos da Reforma existem poucos registros de referências ao arrebatamento da Igreja. O retorno à Palavra de Deus nesse tempo foi maravilhoso e havia a crença na volta de Jesus, mas apenas para o fim dos dias, no dia do Juízo Final. Todo o restante a respeito da volta do Senhor desapareceu do cristianismo. A espera pela volta de Jesus foi como que encoberta, soterrada.
 A Era Despertamento espiritual. (Mt 25.6-7).”Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro! Então, se levantaram todas aquelas virgens e prepararam suas lâmpadas”.
o Essa última fase tem mais ou menos 150 a 200 anos. Ela coincide praticamente com a volta dos primeiros imigrantes judeus para sua pátria.
Essa terceira época situa-se no final do tempo da graça e é o chamado "tempo do fim". Na parábola das dez virgens esse período é descrito da seguinte maneira: Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito.
o A partir do início do século 19 (e mesmo um pouco antes) o cristianismo vivenciou uma forte ação do Espírito Santo. Surgiram movimentos avivalistas, sociedades missionárias floresceram. Novos hinos foram compostos, e a volta de Jesus para o arrebatamento da Sua Igreja passou a ser novamente proclamada.
 Sim, realmente nos encontramos na hora da meia-noite, quando soará o chamado do Espírito: "Eis o noivo! Saí ao seu encontro!". Quando o relógio profético assinalar a meia-noite da história terrestre, surgirá então o glorioso alvorecer.

1) MEIA NOITE: O DIA QUE JÁ PASSOU.

 Do ponto de vista bíblico, o período de tempo (o dia) que está para terminar é a dispensação da Igreja. Também chamada de plenitude ou tempo dos gentios. Rm 11:25 “Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não sejais presumidos em vós mesmos): que veio o endurecimento em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios”. Lc 21:24 “Cairão a fio de espada e serão levados cativos para todas as nações; e até, que os tempos dos gentios se completem, Jerusalém será pisada por eles”.
 E no momento em que Jesus arrebatar a sua Igreja fiel, este período haverá terminado.
 A Bíblia diz que somos o sustentáculo da verdade.
 (Jo 9:4) Jesus mandou trabalhar enquanto é dia, pois a noite há de vir, e então não será possível fazer mais nada.
 (Rm 13:11,12) E digo isto a vós outros que conheceis o tempo: já é hora de vos despertardes do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto do que quando no princípio cremos. Vai alta a noite, e vem chegando o dia. “Deixemos, pois, as obras das trevas e revistamo-nos das armas da luz”.

2) MEIA NOITE: INICIO DE UM NOVO DIA.

Este fato diz respeito ao mundo inteiro (Is 21:11,12) “Sentença contra Duma. Gritam-me de Seir: guarda, a que hora estamos da noite? Guarda a que horas? Respondeu o guarda: vem a manhã, e também a noite: se quereis perguntar, perguntai; voltai, vinde.
 A manhã começará. Um novo dia, o dia da eternidade. Cujo inicio se dará quando Jesus chamar para si aqueles que lavaram suas vestiduras em seu precioso sangue. Esse é o dia de Cristo (1 Cor 1:8). “O qual também vos confirmará até ao fim, para serdes irrepreensível no dia de nosso Senhor Jesus Cristo”.
 É o dia de supresas para todos será um novo tempo e uma nova era. 3 coisas acontecerão antes da manifestação do anticristo:
1. (Tss 2:3) Uma crescente apostasia. ("estar longe de" não se refere a um mero desvio ou um afastamento em relação à sua fé e à prática religiosa. Tem o sentido de um afastamento definitivo e deliberado de alguma coisa, uma renúncia de sua anterior fé ou doutrinação).
2. (Tss 2:7) O mistério da iniqüidade que já opera. “mistério” - na linguagem bíblica refere-se a algo revelado da parte de Deus que de outra forma jamais saberíamos; “iniqüidade” – trata-se da maldade que impera no sistema perverso desse mundo pecador;
3. (Tss 2:6) O arrebatamento da Igreja. “E, agora, sabeis o que o detém, para que ele seja revelado somente em ocasião própria”.
 A noite vem. Quando Jesus levar a noiva começará também o dia da ira do cordeiro, para o mundo que rejeitou a Jesus. Assim como foi nos dias de Noé.

3) MEIA NOITE, A HORA DE TREVAS:

 Para o povo de Deus, familiarizado com as Escrituras, nada parece estranho nem admirável, quando vemos trevas, angustias e dificuldades. As nossas almas se consolam com as profecias, pois quanto mais escura a noite, mais perto estamos da vinda de Jesus.
a) A Natureza Sente As Trevas. (Rm 8:22,23) diz o texto que toda a natureza geme e suporta angustias pelas coisas que sobrevirão a terra, por isso há terremotos, pestes, doenças incuráveis, luta pela sobrevivência, catástrofes de toda a ordem, Tsunamis.
b) Os Homens Sentem as Trevas. (2 Tm 3:1-5). O texto fala de corrupção do gênero humano em todos os sentidos. (O tráfico de drogas, um grande inimigo das famílias).
c) As Nações Sentem as Trevas. (Lc 21:9; Mt 24:6) há guerras e rumores de guerras. O perigo de guerras nucleares, biológicas e químicas constitui sombra ameaçadora que paira sobre todo o mundo. E não há lugar para recuar as trevas da meia noite já chegaram. Jesus está voltando.

4) MEIA NOITE: A VINDA DO NOIVO:

OLHE PARA O TEXTO, COMO DEVE ESTAR A NOIVA PARA ESTE EVENTO?

 Três Condições O Texto Mostra:

1) DEVE ESTAR ATENTA VIGILANTE. Não sabemos quando a trombetas vai tocar.
2) DEVE ESTAR ACORDADA. O sono espiritual é um dos sinais dos últimos tempos.
a) O sono pode ser causado pela desobediência como aconteceu com Jonas.
b) Também a preguiça causa sono. Esteja ocupado na obra do senhor.
c) A falta de renovação também pode causar sono. Sede firmes e constantes.
3) DEVE TER AZEITE DE RESERVA. Deve ter azeite para todos os Dias temos que ter uma reserva diante de Deus como vai o teu depósito diante do altar de Deus.

CONCLUSÃO:
O CLAMOR DA MEIA NOITE SERÁ PRECEDIDO POR 3 ACONTECIMENTO.
1) UM MOVER ESPIRITUAL RELIGIOSO NO MUNDO. (tanto as virgens loucas, como as prudentes foram despertadas.
2) UM MOVER DE EVANGELIZAÇÃO MUNDIAL. (A vinda do noivo é precedida pelo mensageiro).
3) UM MOVER DO ESPÍRITO SANTO TRAZENDO A PORÇÃO DOBRADA SOBRE A NOIVA VERDADEIRA.

Mt 25:7 ao ouvir o clamor da meia noite, as virgens começaram a preparar as suas lâmpadas.
Meu irmão a tua lâmpada está preparada hoje?
Lc 12:35,36. “estejam cingidos os vossos lombos, e acesas as candeias, e sede vós semelhantes aos homens que esperam a seu Senhor, para quando vier, LOGO possais abrir-lhe”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão lidos pelo autor, só serão respondidos os de grande relevancia teológica, desde já agradeço pela visita.