Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 23 de setembro de 2008

POR QUE ORAR É TÃO DIFÍCIL?

· Há tempos tenho estado perplexo por um problema que persiste na igreja há anos - e que me interessa profundamente. Eis o problema: por que orar é tão difícil para os cristãos? · As Escrituras deixam claro que a resposta para tudo em nossa vida é a oração mesclada com a fé. Fp. 4:6 “Não andeis ansiosos de cousa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças” Paulo está nos dizendo: “Busquem o Senhor em todas as áreas da sua vida. E agradeçam-nO antecipadamente por lhes ouvir!” · A ênfase de Paulo é clara: ore sempre em primeiro lugar! Não é para orarmos só em última instância: primeiro ir atrás dos amigos, depois do pastor ou de um conselheiro, para acabar finalmente de joelhos. Não - Jesus nos diz Mt 6:33: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas cousas vos serão acrescentadas” Devemos primeiramente ir até o Senhor - antes de a qualquer outro! · Por que é tão difícil para os cristãos, durante as crises, buscar a Deus em favor de necessidades desesperadoras? Afinal de contas, a Bíblia sustenta um longo testemunho de que Deus ouve os clamores dos seus filhos e os responde com terno amor: Sl 34:15 “Os olhos do Senhor repousam sobre os justos, e os seus ouvidos estão abertos ao seu clamor”. Verso 17 “Clamam os justos, e o Senhor os escuta e os livra de todas as suas tribulações”. I Jo. 5: 14-15 “E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma cousa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito”. Tg 5:16 “...Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo”. Mt 21:22 “E tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis” Pv 15:8 “...a oração dos retos é o seu contentamento” (verso 29) “O Senhor...atende à oração dos justos” Sl 102:17 “Atendeu à oração do desamparado e não lhe desdenhou as preces” v Ouça a grande vanglória de Davi: Sl 138:3 “No dia em que eu clamei, tu me acudiste e alentaste a força de minha alma” Davi dizia Sl 81:7 “Fiz prova de Ti, Deus! Em todas as minhas lutas eu não busquei a mais ninguém. Procurei unicamente a Ti - e me ouvistes, respondestes, e destes-me força para a batalha que eu enfrentava!” “Clamaste na angústia, e te livrei... te respondi ...” v Estas promessas e estes testemunhos constituem uma prova esmagadora do cuidado de Deus. Mesmo assim, quando se trata de oração, a Bíblia nos fornece mais do que promessas. Ela também nos previne quanto aos perigos de se negligenciar a oração: Heb 2:3. “Como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação?...” Em grego a palavra “negligenciarmos” aqui significa “não nos interessarmos; não levarmos a sério”. v O contexto deste versículo é uma discussão das coisas relacionadas à nossa salvação - e a oração é obviamente uma delas. Deus está nos perguntando: “Como você espera escapar da ruína e da devastação nos tempos tenebrosos que se aproximam se não aprendeu a manter a comunhão comigo em oração? Como você conhecerá e reconhecerá a minha voz naquele dia, se não aprendeu a ouvi-la em seu quarto em secreto?”. v Creio que Deus está profundamente ferido pela negligência da oração por parte do seu povo em nossos dias. Jeremias escreve Jr 2:32: “Acaso, se esquece a virgem dos seus adornos ou a noiva do seu cinto? Todavia, o meu povo se esqueceu de mim por dias sem conta” v Eis a minha grande pergunta: Como pode o próprio povo de Deus - que está sob ataque constante do inferno, enfrentando problemas e tentações de todos os lados - passar semanas e semanas sem jamais buscá-lo? E como podem professar que o amam e crêem em suas promessas, e contudo jamais se achegar ao seu coração? Mesmo assim, com todas estas advertências poderosas quanto aos riscos de se negligenciar a oração, os cristãos ainda acham difícil orar. Por quê? Creio que há quatro razões para isto? 1. ALGUNS CRISTÃOS NÃO ORAM? PORQUE TÊM UM AMOR MORNO PELO SENHOR v Ao usar a palavra “morno” para descrever o amor de alguém por Jesus, não quero dizer que ele seja frio em relação ao Senhor. Em vez disto, quero significar que o seu amor é “barato” - não caro. Dou-lhe um exemplo: v Ao se dirigir à igreja de Éfeso em Apocalipse 2, è Ele primeiro os elogia por tudo que fizeram. (eles trabalharam na fé, abandonaram o pecado as concessões, são zelosos na doutrina, jamais esmorecem quando perseguidos, são defensores do evangelho). v Mas, Cristo diz ter algo contra eles: abandonaram o seu fervente e caro amor por ele! Apc2:4 “Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor”. v De alguma maneira, no meio de todas suas obras, eles deixaram a intimidade de lado. (fazem as coisas sem terem uma vida de oração). v Note por favor: Jesus está falando aqui de crentes que começaram com um amor fulgurante por ele. Ele não está se dirigindo a cristãos mortos, frios, formais, que nunca o amaram acima de tudo. Pelo contrário, está dizendo: “É possível que uma pessoa que já teve um coração amoroso por Mim permita que o seu zelo se torne morno. O servo devotado que anteriormente corria todos os dias em busca de Mim em seu quarto em secreto, agora raramente chega a orar!”. v Todas as nossas obras são em vão, a menos que voltemos ao nosso amor flamejante por Jesus. Temos de nos conscientizar: “Amar a Jesus não se trata de realizar coisas; envolve a disciplina diária de se manter um relacionamento. E isto vai custar algo de mim!”. 2. ALGUNS CRISTÃOS NÃO ORAMPOR QUE PERVERTERAM AS SUAS PRIORIDADES! v Prioridade é a importância que se deposita em algo. E os cristãos que negligenciam a oração perverteram as suas prioridades! v Muitos cristãos garantem que oram quando têm tempo. Deus permanece no fundo da lista de prioridades. E no alto está a sua renda, segurança, o prazer, a família. Hoje, milhares de cristãos atravessam o país para receber oração de algum ministro, profeta ou evangelista. Estes crentes desejam sentir o toque de Deus e uma experiência extática de Sua presença. Mas mesmo que consigam o que buscam, a experiência só dura um tempo curto. E, ironicamente, todo o tempo em que estão viajando e buscando o toque de Deus, eles não gastam cinco minutos em oração! v O fato é o seguinte: nenhum cristão vai separar tempo para a oração a menos que ela se torne a sua primeira prioridade na vida, acima de tudo mais - acima da família, da carreira, do lazer, de tudo. De outro modo, o seu sacrifício estará pervertido! 3. ALGUNS CRISTÃOS NÃO ORAM PORQUE APRENDERAM A VIVER SEM ORAÇÃO! v O fato, é que se pode passar uma vida toda sem oração. Em verdade, sei de alguns pastores e evangelistas “de sucesso” que aprenderam a ministrar totalmente sem oração. Podem trazer entretenimento, contar grandes histórias e fazer rir. Mas não conseguem trazer convicção a alguém, ou transformação, ou levá-lo a buscar a face de Deus! v Igualmente, cristãos sem oração são ocos na fé, alvos fáceis para os falsos mestres, rapidamente desviáveis do evangelho verdadeiro. Tais cristãos estão sempre “aprendendo” - mas nunca alcançando a maturidade! 4. ALGUNS CRISTÃOS NÃO ORAM PORQUE NÃO CRÊEM QUE DEUSOUÇA AS SUAS ORAÇÕES! v Com o tempo, muitos crentes se tornam desencorajados devido as orações não respondidas - e, finalmente, simplesmente desistem. Pensam: “Talvez eu tenha falta de fé. O que eu sei, é que para mim a oração não funciona. E por que eu haveria de orar se não funciona?”. v Os israelitas no tempo de Isaías tinham a mesma atitude. Isaías escreveu Is 58:2-3: “... me procuram dia a dia, têm prazer em saber os meus caminhos; como povo que pratica a justiça... perguntam-me...têm prazer em se achegar a Deus, dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isto? Por que afligimos a nossa alma, e tu não o levas em conta?...” v Tiago escreve que Deus não responde as orações daqueles que pedem coisas para simplesmente satisfazerem a si próprios: Tg 4:3 “Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres” v Mt 21:22 Jesus disse, “E tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis” v Se Deus está atrasando uma oração sua em particular, pode ter certeza de que Ele está testando a sua fé. v Sl 31:19 “Como é grande a tua bondade, que reservaste aos que te temem, da qual usas, perante os filhos dos homens, para com os que em ti se refugiam!” v Sl34:10 “...porém aos que buscam o Senhor bem nenhum lhes faltará” No Século XIX, em resposta a essas indagações, o famoso pregador R. A. Torrey listou quatro razões pelas quais precisamos orar, a seguir: 1) Precisamos orar porque no diabo existe, e orar é uma forma indicada por Deus para resistirmos a ele. Está escrito Ef 6.12,18 que a nossa luta não é contra coisas visíveis e materiais, mas sim “contra os principados e potestades... contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes” e que devemos vencê-las “com toda oração e súplica”. 2) Porque esta é a forma de obtermos de Deus o suprimento de nossas necessidades. Jesus ensinou que devemos orar para Deus nos dar “o pão de cada dia”. 3) Porque esta é a forma que Deus nos apontou para acharmos “graça para socorro em ocasião oportuna” (Hb 4.16). 4) Porque Deus nos indicou a oração com ações de graças como forma de nos livrarmos da ansiedade e recebermos paz com Deus. É oportuno lembrarmos um antigo cristão, de autoria de Emílio Conde, cuja letra diz: “ No Jardim, Jesus Cristo clamava, quando os ímpios o foram prender; E falando com o Pai suplicava, pelo cálice que ia beber. Com Jesus a minh’alma deseja estar, no jardim em constante oração. Quando a noite chegar e o mal me cercar, quero estar em constante oração. Qual orvalho que dá vida às flores, assim é para o crente a oração. Meus trabalhos, tristezas e dores, Cristo as sabe por minha oração. Com Jesus a minh’alma deseja estar, no jardim em constante oração. Quando a noite chegar e o mal me cercar, quero estar em constante oração. Jesus teve completa vitória, porque sempre viveu em oração. Muitos santos chegaram à glória, se vivermos sempre em oração. Com Jesus a minh’alma deseja estar, no jardim em constante oração. Quando a noite chegar e o mal me cercar, quero estar em constante oração. Renovados em forças seremos, nós teremos uma nova unção. E com Deus, no jardim falaremos, se vivermos sempre em oração.” Com Jesus a minh’alma deseja estar, no jardim em constante oração. Quando a noite chegar e o mal me cercar, quero estar em constante oração. O tempo que você passa em oração vai definir o seu grau de comunhão com Deus e o quanto de suas bênçãos você vai tomar posse.

Um comentário:

  1. boa tarde pr.nilton,li este comentario,e me sinto incluida,pois sei que tb nao tenho tido uma vida de oracao como deveria ter,mas atraves deste palvra senti que algo mexeu comigo e vou com a forca do senhor jesus procurar ter uma vida de oracao,pois quen nao ora nao tem respostas nao e mesmo? um abraco pr.que o senhor jesus continue te usando,lembracas a familia.....

    ResponderExcluir

Os comentários serão lidos pelo autor, só serão respondidos os de grande relevancia teológica, desde já agradeço pela visita.