Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 8 de abril de 2010

FAZENDO AS COISAS ACONTECEREM

TEXTO: Nee 2:17,20a.
INTRODUÇÃO.

HÁ TRÊS TIPOS DE PESSOAS NO MUNDO:
• As que não sabem o que está acontecendo.
• As que vêem as coisas acontecendo.
• As que fazem as coisas acontecerem.

1) Sem dúvida Neemias fazia as coisas acontecerem! Mas elas não ocorriam apenas por causa de sua engenhosidade humana e trabalho árduo. Pelo contrário, era a benção de Deus aliada a dedicação do homem. O pior pecado que podemos cometer contra outros seres humanos não é odiá-los, mas sim ser indiferentes a eles: essa é a essência da desumanidade.

2) Neemias era o tipo de pessoa que se importava.
• Ele se importava com as tradições do passado.
• Ele se importava com as necessidades do presente.
• Ele se importava com as esperanças do futuro.
• Ele se importava com a herança, com a cidade de seus antepassados.
• Ele se importava com a glória do seu Deus.

3) Neemias revelou a sua preocupação de quatro maneiras:
a) Importou-se o suficiente para perguntar (Ne 1:1-3). Jeremias 15:5 faz uma
pergunta: “Pois quem se compadeceria de ti, ó Jerusalém? Ou quem se entristeceria por ti? Ou quem se desviaria a perguntar pelo teu bem estar? Neemias era o homem que Deus havia escolhido para fazer exatamente isso!
• Fazer perguntas pode mudar sua vida. A vida de Neemias nunca mais foi a mesma depois que fez aquela pergunta.
• Quando você toma conhecimento de um problema, você se torna responsável diante de Deus na solução daquele problema.
• Se você não está interessado em ajudar, não faça perguntas. Perguntar a alguém como vai? Sem ter tempo, disposição e esforço para ajudar é uma consumada hipocrisia.
• Quando Neemias soube da necessidade do seu povo sentiu-se chamado para atender aquela necessidade.
• Temos que ter coragem para fazer perguntas acerca dos problemas que afligem nossa vida, família, igreja, cidade e nação.
b) Importou-se o suficiente para chorar (Ne 1:4). Os problemas do seu povo levou-o
às lágrimas – v. 4. Quanto tempo faz que você não chora?

• Os nossos sentimentos estão congelados.
• William Hopkins orava freqüentemente: “Senhor, dá-me o dom das lágrimas”. Antes de Deus fazer alguma coisa, Ele precisa amolecer o nosso coração. Só gente quebrantada é usada plenamente por Deus.
• Por que Neemias chorou? Não somente porque a cidade dos seus pais estava em ruínas; Não somente porque lá estava o templo onde Deus era adorado; Mas porque o Deus de seus pais servia de opróbrio perante os inimigos. Eles diziam: “Deus não consegue dar vitória ao povo. Deus é incapaz. Nossos ídolos são mais poderosos do que o Deus de Israel.” • Jesus chorou por nós. Desceu da glória e se identificou conosco.

c) Importou-se o suficiente para orar (Ne 1:5-10). Neemias derrama a sua alma em
fervente oração – v. 4
• Neemias foi um homem de oração. Ele cria no poder da oração. Durante quatro meses, ele orou e Deus moveu o coração do rei. Ele orou e Deus abriu as portas.
• A soberania de Deus encoraja Neemias à oração. Ele esteve orando perante o Deus dos céus. Os homens práticos são aqueles que oram e agem.
d) Importou-se o suficiente para se dispor a trabalhar (Ne 1:11). Ele decidiu sair da casa do conforto e fazer a sua parte. Neemias cumprira todos os seus deveres e fizera todas as suas investigações. Estava preparado para fazer a obra. Estava na hora de sair do ponto morto. Por três dias, Neemias não divulgou seus planos. Depois disso reúne o conselho da cidade e lhes diz (V.17).
há três palavras de suma importância aqui no Cap 2:17: estamos, reedifiquemos e deixemos.
Quando você culpa e critica as pessoas, sufoca a motivação. Quando se identifica com o problema, encoraja a motivação.

Aquele que se importa se envolve, faz parte do bolo, faz as coisas acontecerem.
• Abraão se importou e salvou Ló de Sodoma.
• Moisés se importou e livrou os hebreus do Egito.
• Davi se importou e conduziu a nação e o reino de volta ao Senhor.
• Éster se importou e arriscou a vida para salvar sua nação do Genocídio.
• Paulo se importou e levou o evangelho a toda parte do império romano.
• Jesus se importou e morreu na cruz por um mundo perdido.
Deus está procurando pessoas que se importam, pessoas como Neemias, que se importam o suficiente para querer saber os fatos, para chorar sobre as necessidades, orar pedindo ajuda de Deus e, então, dispor-se a fazer o que é preciso.

Quando nos dispomos, nos envolvemos, quando fazemos as coisas acontecerem no reino de Deus alcançamos mais do que esperamos e pedimos diante de Deus.

4) Por se importar Deus o colocou numa galeria só alcançada por heróis.
Uma pessoa pode fazer uma grande diferença neste mundo, se tiver o conhecimento de Deus e, verdadeiramente, confiar nele. A fé é decisiva, e, portanto, podemos fazer diferença em nosso mundo para glória de Deus.
(Mc 9:23) Tudo é possível ao que crer. Jesus afirmou em Mt 17:20, que a fé viva pode mover montanhas.

Há três evidencias destacada da fé de Neemias no livro.

a) Teve fé para esperar. A principio Neemias não tomou decisões esperou pacientemente a orientação do Senhor, Heb 6:12 “Pela fé e pela paciência que herdamos as promessas”. Is 28:16 “Aquele que crer não foge”.
A verdadeira fé em Deus nos impede de nos precipitar e de tentar fazer com as próprias forças aquilo que só Deus pode realizar. Devemos saber não apenas quando chorar e orar, mas também quando esperar e orar.
Êx 14:13 “Aquietai-vos e vede o livramento do Senhor”. Rt 3:18 “Espera até que saibas em que darão as coisas” Sl 46:10 “Aquietai-vos e sabeis que eu sou Deus”.

b) Teve fé Para Pedir. Há pessoas que não pedem pois tem medo de ficarem frustrada, Heb 11:6 “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam”. Jr 29:12,13 “Então, me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvireis; E buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração”.
Recebemos mais do que pedimos.
Ele pediu apenas permissão para edificar a cidade e cartas para atravessar as fronteiras, e carta para ter acesso à floresta do rei, além dessas concessões, o rei também deu ordens para que os oficiais de seu exército o escoltassem até Jerusalém. Mais do que pediu.
(Amazias rei em Jerusalém quis fazer aliança com Israel (Efraim) mais Deus não era com Israel, ele havia empreendido cem talentos de prata para vencer a guerra desatar a aliança era sinal de perda financeira. A resposta do Homem de Deus foi 2Cro 25:9 “Mais tem o Senhor para te dar do que isso”).

c) Teve fé para desafiar a outros. Havia inimigos internos e internos que enfraqueciam a fé do povo. Neemias os chama a responsabilidade de saírem daquela vida de miséria, e diz reedifiquemos e saiamos do opróbrio.

CONCLUSÃO:
AS ARMAS DE NEEMIAS SÃO AS MESMAS QUE AS NOSSAS.
Para reedificar fazendo frente a oposição Neemias não abriu mão de algumas armas.

A Oração.
A Fé
A mão de Deus
A Vigilância O Bom testemunho
A Palavra de Deus.

Deus nos chamou para fazermos acontecer. E nos capacitou como igreja para isso. Creia Deus é contigo.

2 comentários:

  1. Pastor Nilton

    Graça e Paz!

    Vim conhecer seu espaço digital. Bom posts! A internet é um espaço precioso onde podemos falar de Jesus e discutir diferentes pontos de vista!

    Aproveitando, faço uma apresentação do meu blog:

    Genizah é um blog cristão diferente. Hilário e divertido, mas que não dispensa a seriedade na defesa do Evangelho. Uma mistura bem balanceada de humor, denuncia e artigos devocionais. No Genizah, você fica sabendo da última novidade do absurdário "gospel", mas também não falta material para inspiração e ótimas mensagens dos melhores pregadores. Genizah é um blog não denominacional apologético, com um time é formado por escritores, pastores, humoristas e chargistas cristãos.

    Aguardo sua visita. Vamos nos seguir!

    Abraços em Cristo e Paz!

    Danilo Fernandes

    http://www.genizahvirtual.com/

    ResponderExcluir
  2. Deus e fiel,tem usado sua vida com muita graca em todas estas mensagens.........Deus te abencoe meu grande amigo e pastor............

    ResponderExcluir

Os comentários serão lidos pelo autor, só serão respondidos os de grande relevancia teológica, desde já agradeço pela visita.